O reconhecimento é destinado a incentivar, valorizar e proporcionar visibilidade às práticas que contribuem para os objetivos do milênio

Um dos principais objetivos de um governo deve ser cuidar das pessoas. E quando esse propósito é buscado com seriedade e determinação política, ele resulta em reconhecimento. Exemplo disso é Vitória da Conquista, escolhida como uma das 30 cidades vencedoras do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Brasil, com o projeto de Redução da Transmissão Vertical do HIV/Aids desenvolvido pela Prefeitura, por meio do Centro de Atenção eApoio à Vida Dr. David Capistrano Filho (Caav).

Graças a esse projeto, desde 2007, Vitória da Conquista não registra nenhum caso de transmissão vertical de HIV/Aids, que é a transmissão do vírus de mãe para filho durante a gravidez ou parto. O projeto de redução da transmissão foi implantado no Caav no ano 2000, por meio do teste rápido de HIV, e em todas as maternidades do município. Na Bahia, apenas Vitória da Conquista e Salvador, com a prática Programa Ação para Crianças, foram reconhecidas com a premiação.

Pedro Chequer

“Poderíamos citar ainda uma gama de resultados e experiências exitosas, mas essa – da redução da transmissão vertical – chama especial atenção. Vitória da Conquista está de parabéns pelos logros alcançados na área de saúde e no controle do HIV, em particular”, salientou o ex-diretor do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) e médico sanitarista reverenciado mundialmente, Pedro Chequer.

Visita do comitê técnico realizada em novembro de 2013

Nesta quinta edição, o Prêmio ODM Brasil recebeu 1.090 inscrições, sendo 804 de organizações e 286 de prefeituras. Do total, 65 práticas foram pré-selecionadas e visitadas in loco por um comitê técnico. A avaliação levou em conta critérios como caráter inovador, possibilidade de tornar-se referência para outras ações similares e perspectiva de continuidade ou replicabilidade.

O Prêmio ODM Brasil é coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, em parceria com o Programa Nacional das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e com o Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade. A premiação tem por objetivos incentivar, valorizar e proporcionar visibilidade às práticas que contribuem para os objetivos do milênio.