O Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo) é uma ação do Governo Federal, por meio do Ministério da Educação (MEC), que oferece apoio técnico e suporte financeiro para estados e municípios implementarem suas respectivas políticas de Educação do Campo, através de um conjunto de ações articuladas, que atendem às escolas do campo e quilombolas. O programa trabalha com quatro eixos: gestão e práticas pedagógicas; formação inicial e continuada de professores; educação de jovens e adultos e educação profissional; infraestrutura física e tecnológica.

Na Bahia, 356 municípios aderiram ao programa, mas apenas sete foram contemplados para participarem do projeto-piloto, entre eles Vitória da Conquista. Os outros municípios contemplados na Bahia foram: Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Macaúbas e Xique-Xique. O critério de escolha dos sete municípios que participarão da iniciativa foi a representatividade destes e maior densidade quanto à presença de suas secretarias de educação nos distritos e povoados rurais.

secretário de Educação, Ricardo Marques

“O município sempre teve uma atenção especial com a zona rural, proporcionando a universalização do ensino em todos os distritos e povoados, mesmo nos lugares mais distantes. Essa referência na valorização da educação no campo fez com que Vitória da Conquista fosse uma das sete cidades contempladas com o projeto”, afirmou o secretário de Educação, Ricardo Marques. Atualmente, Vitória da Conquista conta com 138 unidades escolares na zona rural.

Os municípios também participarão do Curso de Especialização/Aperfeiçoamento em Pedagogia Histórico-Crítica, que será oferecido pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), em parceria com as secretarias municipais de Educação. O objetivo é formar os professores, por meio de uma metodologia pedagógica voltada para a educação no campo. Inicialmente, serão oferecidas 600 vagas para a formação dos profissionais dos sete municípios.