A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, entregou à Faculdade Independente do Nordeste (Fainor) o Alvará de segurança para funcionamento das Clínicas de Saúde da instituição.

Nesse momento de pandemia do Novo Coronavírus, a Vigilância tem intensificado o trabalho para coibir os riscos de contaminação para a população. Após o decreto municipal permitir o retorno das aulas práticas nas faculdades, foi elaborado um protocolo com exigências de adequações nos espaços e critérios de distanciamento, higienização, desinfecção, paramentação, limitação do número de alunos e professores.

“A Vigilância tem feito essas exigências a todas as faculdades de Vitória da Conquista, e na Fainor foi feita uma inspeção minuciosa e sinalizadas algumas inconformidades. Eles foram se adequando e, por último, nossa maior exigência foi que a faculdade deveria ter um sistema de renovação do ar, uma vez que as salas são confinadas, sugerimos algumas opções e eles adotaram os exaustores industriais”, explica Maico Mares, coordenador da Vigilância Sanitária.

De acordo com Ana Maria Ferraz, diretora de Vigilância em Saúde do município, essa foi “um processo que demanda responsabilidade e compromisso com tudo o que a Vigilância apontou, ressaltou e recomendou. A instituição prontamente atendeu a todos os requisitos e enfim conseguimos emitir esse Alvará, que é uma conquista para a instituição e, sobretudo, para a comunidade”.

A Fainor foi a primeira faculdade a receber o Alvará e outras instituições de ensino superior do município já solicitaram o processo de regulamentação que segue em trâmite, para que, posteriormente, seja feita a análise final de adequação e liberação do alvará sanitário para retorno das aulas práticas.