Espaço é repleto de diferentes opções para o público

O público que vai prestigiar as atrações do Festival de Inverno Bahia (FIB) pode desfrutar de um cardápio gastronômico variado dentro do Parque de Exposições Teopompo de Almeida. Mas no bosque, em frente ao parque, não é diferente. Ali, 45 ambulantes comercializam, no espaço organizado pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Sesep), diferentes tipos de produtos.

Opção é o que não falta. É cachorro quente, hambúrguer, churrasquinho, batata-frita, entre outros alimentos, além de bebidas diversas. Para garantir que tudo ocorra dentro do esperado, todo o trabalho desses ambulantes é acompanhado de perto pela equipe do setor de Posturas, que verifica se os comerciantes estão seguindo as regras do Código de Polícia Administrativa.

Fiscais da Gerência de Posturas verificam cumprimento das regras do Código de Polícia Administrativa

Como explica a equipe, o trabalho começa antes da festa em si, quando são feitos o cadastro dos ambulantes, delimitado o local de cada um e eles são orientados, por exemplo, quanto ao descarte do lixo, em local e horário apropriado. Depois, é verificado o cumprimento das medidas durante a festa, inclusive, dos ambulantes que não ficam fixos, como os baleiros.

Para Cornélio Francisco, que há 15 anos trabalha no ramo da alimentação, ter esse espaço para comercializar seus produtos é fundamental. As melhorias nas condições proporcionadas pela Prefeitura também foram reconhecidas por ele: “esse espaço é muito importante pra nós e a Prefeitura este ano deu mais uma atenção pra gente, colocando energia elétrica. Ficou muito bom”.

Quem também concorda são outras duas ambulantes, Adenilsa Santos e Alessandra Matos. Há mais de 12 anos comercializando produtos alimentícios, Adenilsa disse que, ao longo desse período, participou não só do FIB, mas também dos eventos realizados pela Prefeitura e os vê como espaços fundamentais. “O Festival, por exemplo, atrai muita gente. Por isso também é muito bom a Prefeitura ceder esse espaço pra gente incrementar a nossa renda”, completou Alessandra.