Com a mudança dos hábitos alimentares e a prática de exercício, é possível prevenir o câncer. Esta foi a informação compartilhada durante os dias 14, 15 e 16 de abril entre os participantes da “Oficina de Capacitação de Multiplicadores para a Promoção de Práticas Alimentares Saudáveis e Prevenção de Câncer”, promovida pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio do Projeto Conquista de Controle do Câncer a partir da Atenção Primária.

Orlando Santana

O grupo, formado por mais de 60 profissionais de saúde que atendem nas unidades de saúde do Município, ficou atento às informações trazidas pelas técnicas do Inca durante a oficina. “Esse momento foi de extrema importância porque além de revisar os conhecimentos que nós tínhamos, a gente aprendeu novas técnicas e, com certeza, nós vamos colocar em prática as novas informações”, comentou o médico da Unidade de Saúde da Família Nestor Guimarães, Orlando Santana.

O objetivo da capacitação foi formar multiplicadores de conhecimentos sobre alimentação, atividade física e prevenção do câncer, a fim de incluírem o tema nas práticas profissionais e desenvolverem ações específicas no âmbito da Atenção Básica. Durante o curso, os participantes aprenderam, com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, técnicas para auxiliar a população a mudar o hábito alimentar, começando, por exemplo, com o cultivo doméstico de alguns alimentos.

Elenir Rocha

Para a agente comunitária e rural de saúde do povoado de Baixa do Arroz (distrito de Iguá), Elenir Rocha, o curso foi uma grande motivação para que ela busque incentivar a mudança de hábitos alimentares da comunidade em que atua. “O curso foi maravilhoso. Agora, terei mais segurança quando for falar de alimentação e de câncer com a minha comunidade”, destacou Elenir.

Sueli Couto

Esta Oficina do Inca já passou por nove Estados desde 2009. Vitória da Conquista foi o primeiro município brasileiro a receber a capacitação, por conta do Projeto Conquista. “Ficamos muito gratas com a receptividade dos profissionais de Conquista com o tema. Acredito que isso seja fruto do trabalho do Projeto Conquista que está buscando o controle do câncer a partir da Atenção Básica”, avaliou a nutricionista Sueli Couto, técnica da Unidade Técnica de Alimentação, Nutrição e Câncer do INCA.

Cristiane Medeiros

Além dos profissionais do Município, participaram da oficina, técnicos da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab), que estão dispostos a promover o curso em nível estadual, numa parceria com o Inca. “Vamos organizar com a área de Alimentação e Nutrição a melhor forma de abordar este tema dentro da Coordenação de Doença e Agravos não Transmissíveis, não só referente ao câncer, mas também com relação à obesidade, diabetes, hipertensão, entre outros”, assegurou, médica sanitarista da Coordenação de Doença e Agravos não Transmissíveis da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab, Cristiane Medeiros.