Com a propagação do Novo Coronavírus (Covid-19), considerada uma pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a procura por itens como álcool em gel, máscaras e luvas têm crescido substancialmente, juntamente com o aumento abusivo dos preços. Diante disso, o Procon de Vitória da Conquista tem realizado operações em estabelecimentos que comercializam produtos de higienização para esclarecer e orientar sobre o aumento abusivo no preço de tais itens.

Agentes de fiscalização visitaram, nesta manhã (18), farmácias do Centro. “Preocupado com essa situação, o Procon está dando ciência a todos os estabelecimentos que trabalham com esses produtos de enfrentamento dessa pandemia sobre o crime econômico que é aumentar os valores desses itens. O trabalho agora é mais educativo, mas, caso seja necessário, as empresas serão notificadas”, esclareceu o agente de fiscalização, Mailson Nogueira. “Algumas empresas estão aproveitando para elevar o preço de alguns produtos, criando um preço abusivo, que até prejudica os clientes. Acho muito importante que o Procon esteja presente neste momento para evitar esse tipo de coisa”, disse o atendente de farmácia, Robson Leal.

Para o professor Hélio Antunes, a ação do Procon é importante: “Num momento desse, a forma de precaver é com esses produtos básicos. E elevando o valor deles, fica difícil para a população, principalmente a carente, conseguirem os produtos, aumentando mais o contágio”.

Quando o Procon verifica a irregularidade, é emitido de imediato o auto de infração, e o estabelecimento tem o prazo de 10 dias para apresentar a sua defesa. Não sendo possível justificar o aumento desproporcional dos preços, o estabelecimento será punido com a multa.

O Procon está localizado na Praça Virgílio Ferraz, nº 86, Centro. Também é possível entrar em contato com o setor por meio do telefone (77) 3429-7858.