A prefeita Sheila Lemos reuniu o primeiro escalão da Prefeitura de Vitória da Conquista, na manhã desta segunda-feira (17), para uma avaliação do andamento das ações da administração e dos últimos acontecimentos políticos envolvendo o governo municipal. Na reunião, ocorrida no gabinete, a prefeita relatou sua última viagem à capital do estado, onde teve audiência com o governador Rui Costa a quem apresentou pautas do município nas áreas da saúde e da infraestrutura.

Sheila também fez um balanço das articulações com a Câmara de Vereadores, envolvendo a bancada de situação e o bloco denominado “Bloco por Conquista”. A prefeita falou da expectativa positiva no desempenho do novo líder do Governo na Câmara, vereador Chico Estrella, na capacidade de entendimento entre os membros da bancada de situação e ressaltou a importância do entendimento entre os poderes Executivo e Legislativo para que projetos de interesse da população sejam aprovado.

Na sequência, a prefeita reafirmou ser o diálogo a principal linha de sua gestão. “Isso inclui as duas bancadas na Câmara e todos os blocos existentes”, destacou. Ela citou reuniões com vereadores das bancadas de situação e oposição como exemplo desse diálogo. Assim como foi com Rui Costa.

“A audiência com o governador foi um importante momento institucional em que apresentamos demandas de Vitória da Conquista e ele deu resposta positiva todas”, disse a prefeita, destacando a duplicação da Avenida Presidente Vargas, a revitalização da Lagoa das Bateias e a recuperação da estrada para Encruzilhada, além da possibilidade do envio doses extras de vacina contra Covid-19 para compensar doses aplicadas em pessoas de outros municípios em trânsito, como determina o Ministério da Saúde, bem como para suplementar a vacinação de trabalhadores da Saúde, já que a estimativa do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ficou abaixo da quantidade real de profissionais.

Para Sheila Lemos, o diálogo institucional é uma necessidade para qualquer gestor, visando a busca de investimentos que beneficiem o município e ela está cumprindo o seu papel neste sentido. “Fui a Brasília duas vezes, estive com ministros, precisamos do Governo Federal e temos que buscar o seu apoio, assim como precisamos do Governo do Estado e dos parlamentares da Bahia para obtermos mais benefícios para a população”, afirmou a prefeita.

“Minha forma de governo é o diálogo, não aprecio o confronto, o embate, nem interno nem externo. Isso não significa alinhamento político”, ressaltou, enfatizando que todo início de governo é difícil, a exemplo do que aconteceu em 2017, mas acredita na unidade interna para enfrentar e superar todos os eventuais problemas que venham a surgir, basta haver união, agrupamento, sem espalhar. “Devemos nos entender como um corpo só, não é um governo novo, é uma sequência e eu tenho confiança em todos”, declarou, para afirmar que a equipe deve ter sempre em vista o legado do ex-prefeito Herzem Gusmão, a unidade interna e o interesse da população, as prioridades do município, de um governo para pessoas.