O grupo existe há três anos e participa de várias atividades promovidas pelo Cras do Vila América

Proporcionar momentos de lazer e aprimorar o conhecimento dos participantes já fazem parte das ações consolidadas pelo Centro de Referência de Assistência Social do Vila América (Cras II). Somado ao cronograma de atividades, ainda há a visita a lugares que muitas vezes nunca havia sido frequentado pelos membros dos grupos do Centro, a exemplo de shoppings, museus e do Parque das Bateias.

Larissa Nascimento

Na manhã desta quarta-feira, 12, uma nova visita foi realizada pelo Cras do Vila América. Mais de dez participantes que compõem o Grupo da Família visitaram a Prefeitura de Vitória da Conquista e participaram de uma apresentação sobre as ações empreendidas pelo Governo Municipal. “Nosso objetivo é proporcionar um ambiente novo e mais conhecimento”, certificou a psicóloga, Larissa Nascimento.

Anaudina Chagas da Silvia

O Grupo de Família do Cras Vila América existe há três anos. Ele é formado por 25 pessoas dos 17 aos 92 anos. A dona de casa Anaudina Chagas da Silvia frequenta continuamente as atividades que são ofertadas gratuitamente pelo Centro. Foi com o grupo que ela afirma ter ganhado mais motivação. “Eu gosto muito de participar do Cras, pois eu sinto como se estivesse com minha própria família. Estou muito satisfeita e por isso toda quarta-feira eu sempre vou ao Cras”, contou.

Descendente de índio Tupi e natural do município de Itacaré, a empregada doméstica Maria de Fátima Matos, também foi uma das participantes que visitaram a Prefeitura Municipal nesta quarta-feira. Segundo ela, de toda a assistência que já obteve do Cras do Vila América, uma tem um motivo muito especial.

Maria de Fátima Matos

De acordo com Maria de Fátima, foi por conta da atuação da equipe do Centro que ela resolveu voltar a estudar após 30 anos fora das salas de aula. “O Cras para mim é como se fosse uma verdadeira família. Foi através dele que eu estou estudando aqui em Vitória da Conquista, pois eu pretendia ir embora, mas a equipe me ajudou muito e hoje estou estudando na Escola Municipal José Mozart Tanajura”, comemorou.

Maria Aparecida, que está cursando a 8ª série, também conta que o Cras contribui ainda para diminuir o sentimento de solidão. “Antes eu me sentia sozinha, mas hoje não. Hoje eu faço artesanato, croché, pintura, produção de licor e várias outras coisas”, acrescentou.

Serviços oferecidos – O Centro de Referência de Assistência Social do Vila América, implantado em julho de 2008, oferece serviços socioassistenciais, encaminhando a população para a rede de proteção social local e para o acesso a outros serviços e programas públicos, como o Bolsa Família e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec).

O centro contribui para o fortalecimento do vínculo familiar e comunitário, com atividades que reforçam a importância do cuidado e compromisso com a família e por meio de palestras e campanhas socioeducativas, promove a articulação e o fortalecimento de grupos sociais.