O roteiro incluiu um sistema de drenagem, na estrada que leva ao povoado da Gameleira, e uma nova barragem em construção na comunidade de Poço do Gato

O agricultor Ramiro José da Silva, 67 anos, vive desde moço no povoado Poço do Gato, na região de Bate-Pé. Conhece bem, portanto, os efeitos da estiagem, característicos de uma área de caatinga como essa. “Aqui é um aperto de água. Até para os bichos beberem é difícil. Os rios não estão dando mais água”, lamentou ele na tarde desta terça-feira, 23, antes de deixar claras suas esperanças de que essa situação poderá se reverter em pouco tempo.

Ramiro: ‘Vai ser uma beleza para nós todos’

As boas expectativas se devem à barragem que a Prefeitura está construindo em Poço do Gato. Assim que estiver concluída, a obra beneficiará cerca de 30 famílias que vivem no povoado, e ainda parte das populações de comunidades vizinhas, como Poço do Abílio e Farinha Molhada I, que poderão utilizar a água da futura barragem por meio da gravidade.

É por isso que Ramiro está esperançoso. Tanto que, juntamente com a esposa, cedeu seu terreno para que a Prefeitura construísse ali o barramento – reconhecendo, por meio de assinatura em documento oficial, que, embora esteja localizada em sua propriedade, a obra pertencerá a toda a comunidade. “É muita alegria, é uma beleza. É água para a comunidade. Enchendo essa barragem, vai ser uma beleza para nós todos”, comemorou o agricultor.

‘Uma verdadeira bênção’
– Na tarde dessa terça-feira, 23, Ramiro e um grupo de moradores recepcionaram o prefeito Guilherme Menezes, o secretário municipal de Agricultura, Odir Freire, e outros integrantes do Governo Municipal. A comitiva observou de perto a movimentação dos caminhões e tratores, escavando o terreno, retirando o barro e esculpindo o paredão que terá a função de barrar a água das chuvas. “A Administração Municipal está dotando o interior do município com grandes barramentos que possibilitam água para a criação, para o cultivo e para o uso doméstico”, disse o prefeito, em meio à movimentação dos funcionários.

Odir: ‘Beneficiando a população rural’

Benefícios – A barragem de Poço do Gato estará concluída em poucas semanas. Outra também está em andamento no povoado de Capoeira Grande, também na região de Bate-Pé. E há ainda uma barragem já anunciada para a comunidade de Lagoa do Batista. Antes disso, a Prefeitura já havia concluído quatro barragens na região de José Gonçalves – o que totaliza sete, somente em 2014. No ano passado, foram onze. “São ações cada vez mais implementadas pelo Governo Municipal na zona rural do nosso município, que vêm para beneficiar a população rural”, analisou o secretário Odir Freire.

Sistema de drenagem na Gameleira

O prefeito Gulherme Menezes (à dir.) e o secretário Odir Freire vistoriam o local do sistema de drenagem

Na mesma terça-feira, 23, o prefeito Guilherme Menezes e o secretário Odir Freire vistoriaram as obras de construção de um sistema de drenagem na estrada que leva ao povoado de Gameleira, a pouco mais de 15 quilômetros de Vitória da Conquista. Trata-se de um ponto de passagem de água que, em períodos de chuva, costuma encher e impedir a passagem de veículos.

Por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e da Empresa Municipal de Urbanização (Emurc), o Governo Municipal implantará ali um sistema de drenagem por meio de manilhas. Atualmente, o serviço está na fase de aterramento. A próxima etapa, a ser iniciada nos próximos dias, já será a colocação das manilhas.

Quando estiver pronta, a estrada estará num nível mais elevado. Os veículos passarão por sobre as manilhas, que formarão um espaço tubular com 4,5 metros de largura, suficiente para permitir a passagem das águas pluviais sem que haja a necessidade de interditar a via. Outra intervenção semelhante será feita seis quilômetros mais adiante, no povoado de São Joaquim. “Isso vai dar vazão a toda a água no período das chuvas, e a estrada continuará trafegável”, observou o prefeito Guilherme Menezes.

Enquanto o sistema está sendo construído, a Prefeitura providenciou um desvio bem ao lado, a fim de permitir a livre circulação dos veículos pela estrada, que, além da Gameleira, também dá acesso a São Joaquim e ao distrito de Bate-Pé.