Na manhã desta quarta-feira, 11, o Hospital Municipal Esaú Matos, administrado pela Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), recebeu a visita de representantes do judiciário baiano para adesão ao Projeto Minha Certidão, de iniciativa dos governos Federal e Estadual, por meio do Programa de Erradicação do Sub-Registro Civil de Nascimento da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Maria Fernanda, representando o secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Almiro Sena

Com a adesão da FSVC ao projeto, o antigo Posto Avançando do Registro Civil (Parc) do Esaú, inaugurado em dezembro de 2008, passa a ter autonomia gerencial, sendo interligado, por meio de internet, ao Cartório de Registro Civil do município. “Este movimento faz parte da preocupação dos governos Estadual e Federal de garantir que toda criança seja registrada logo após o nascimento”, esclareceu a coordenadora de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos, Maria Fernanda Cruz, que, na oportunidade, também representou o secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Almiro Sena.

A corregedora Patrícia Oliveira

A corregedora Patrícia Oliveira lembrou que o projeto está sendo implantado em várias regiões da Bahia. “Nós pretendemos levar essa experiência de Vitória da Conquista para outras cidades desta região, para que suas maternidades também sejam interligadas ao Cartório de Registro Civil”, destacou Patrícia.

O vice-prefeito Joás Meira

O vice-prefeito Joás Meira, que, na oportunidade, representou o prefeito Guilherme Menezes, falou da satisfação em receber os representantes do judiciário para um ato tão importante: a garantia ao direito à cidadania de todas as crianças que nascem na Bahia. E mais uma vez o Esaú se destaca em tais iniciativas. “Este hospital tem a vocação de cuidar de áreas muito delicadas, como a materno-infantil, e é por isso que é merecedor do recebimento de tão valorosa iniciativa”, destacou Joás.

Padre Edilberto Amorim

Na oportunidade, a comitiva conheceu alguns espaços do Esaú, como o Banco de Leite Humano, a Unidade Família Canguru e a Unidade de Terapia Intensiva (UTI Neonatal), única em todo estado mantida com recursos municipais. “Para nós, é motivo de muita satisfação a visita ao hospital, que tem a missão de acolher, de modo especial, todas as mães, sobretudo, as que necessitam de cuidados especiais, que são as gestantes de alto risco”, avaliou o diretor presidente da FSVC, Padre Edilberto Amorim.

Simone Silva e Diego Góes

Para o casal Simone Silva e Diego Góes, pais de Nícolas, que nasceu no Esaú, a facilidade foi o motivo da escolha de registrar no hospital. “Nós somos daqui de Conquista, tivemos nosso filho aqui e escolhemos registrá-lo aqui por conta da facilidade”, comentou Simone.

Estiveram ainda presentes durante a visita os juízes Cláudio Daltro (titular da Vara da Família), Solange de Almeida Neves (diretora do Fórum), Juvino Henrique Brito (Vara da Infância e Adolescência), Leonardo Maciel, Rodrigo Souza Britto (substituto da Vara Cível Registro Público) e representante da Secretaria Estadual de Saúde, Jamile Amorim, presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Fernando Vasconcelos, secretária de Saúde, Márcia Viviane de Araújo, e demais autoridades do Governo Municipal e FSVC.

Unidade Cartorial de Registro Civil –Para facilitar o acesso ao registro civil, a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, em parceria com o Cartório de Registro Civil, instalou, no fim de 2008, o Posto Avançado de Registro Civil no Hospital Municipal Esaú Matos. O Parc funciona expedindo documentos para crianças nascidas na unidade, onde são registradas em média 200 crianças por mês.