No levantamento feito pelo Instituto Trata Brasil, a cidade aparece como a melhor do interior do estado e a 36ª em nível nacional

Em junho de 2013, quando foi inaugurada em Vitória da Conquista a nova Estação de Tratamento do Sistema de Esgotamento Sanitário, um investimento de cerca de R$ 116 milhões, já se sabia a respeito do grande passo que estava sendo dado, ali, para o que se tornou uma realidade: hoje, a cidade é considerada uma referência nacional em matéria de serviços de saneamento básico.

Um recente estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil aponta as melhores cidades do Nordeste e as cem melhores em nível nacional, no que diz respeito à boa execução dos serviços de saneamento. Nesse levantamento, Vitória da Conquista aparece como a melhor do interior da Bahia. Na lista das cem cidades brasileiras a realizar de forma mais eficiente esse setor de serviço, Conquista está na 36ª colocação. O estudo foi feito com base em dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico (SNIS), divulgado anualmente pelo Ministério das Cidades.

No ranking em nível nacional, Vitória da Conquista está bem à frente de capitais como o Rio de Janeiro, que aparece na 57ª posição; Aracaju, em 68º lugar; Recife, a 69ª colocada; e Manaus, que está na 72ª posição. A capital baiana, Salvador, está em 34º lugar entre as cem melhores do Brasil, e na 7ª posição entre as capitais.

Ao realizar o estudo, o Instituto Trata Brasil levou em consideração critérios como atendimento total de abastecimento de água, atendimento de esgoto, nota para investimentos no setor, faturamento do serviço, número de novas ligações, entre vários outros dados.

O Instituto Trata Brasil é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), criada para coordenar uma mobilização nacional com o objetivo de melhorar o serviço de saneamento no Brasil.