Na Estação de Transbordo, os ônibus passarão apenas para fazer o embarque e desembarque de passageiros, sem estacionar

Muito em breve, a população de Vitória da Conquista poderá desfrutar da nova Estação de Transbordo da Lauro de Freitas. A obra, que já está 80% concluída, deve ser entregue até o mês de maio. Na tarde deste sábado (6), a prefeita em exercício, Sheila Lemos, acompanhada por secretários municipais, vistoriou o trabalho que vem sendo executado no local.

“É um sonho antigo, todos os usuários do transporte vinham há muito tempo se queixando das condições que estava o Terminal. E o governo Herzem teve a sensibilidade de perceber isso, enfrentar e fazer essa tão sonhada reforma. Agora não é mais um Terminal, e sim uma Estação de Transbordo, melhorando ainda mais as condições de transporte e do ir e vir dos usuários”, avaliou a prefeita.

De acordo com o secretário de Infraestrutura Urbana, José Antônio Vieira, mesmo com os contratempos impostos pela pandemia, como a dificuldade de adquirir materiais, a obra será finalizada dentro do prazo. “Já está nos arremates finais do fechamento da estrutura de suporte de vidro. A parte de drenagem já finalizada, a parte de cobertura também. A Embasa está concluindo um serviço de substituição de redes antigas. Terminando esse serviço na próxima semana, a gente vai iniciar a pavimentação da parte externa”, detalhou.

Também participaram da visita o o secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias; o secretário de Serviços Públicos, Luís Paulo Sousa; e o representante da PJ Construções e Terraplanagem, Rodrigo Araújo

“Agora temos uma Estação muito mais adequada ao atual momento do nosso transporte, com quatro pistas – antigamente eram três, o que causava conflito entre ônibus que iam de um lado para outro da cidade. Agora vamos conseguir definitivamente resolver esse problema nessa região”, comentou o secretário de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshiura.

A obra – A nova Estação de Transbordo da Lauro de Freitas foi orçada em mais de R$ 6,6 milhões, oriundos do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (Finisa II), da Caixa Econômica Federal. O espaço será inteiramente coberto, inclusive nas laterais, oferecendo proteção contra o sol e a chuva. Além disso, a obra também conta com drenagem, nova estrutura de pavimentação asfáltica, iluminação, acessibilidade e paisagismo.

Outras melhorias – Juntamente com a sua comitiva, a prefeita visitou ainda a Travessa Lauro de Freitas e a Travessa dos Artistas, locais que também foram contemplados com sistemas de drenagem de águas pluviais. A Praça da Bandeira, onde os comerciantes foram realocados por conta da obra, receberá um projeto para padronização das barracas, permitindo que os vendedores se instalem com mais conforto e organização.