Etapa anterior para a Conferência Estadual de Educação (COEED), a Conferência Municipal de Educação acontece no plenário da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, com o tema “Em defesa de uma educação universalizada e socialmente referenciada”. O objetivo é refletir sobre os eixos apresentados pelas conferências estaduais à luz das nacionais e assim propor alterações no ‘Documento Referência’, apontando os anseios e ideias sobre o futuro da educação e por sua vez, o futuro dos Planos Decenais de Educação.

O secretário de Educação Edgard Larry explica que a gestão da prefeita Sheila Lemos tem o compromisso permanente em defesa da educação pública com qualidade social e acrescentou que “falar em qualidade é investimento nos alunos, servidores, na formação continuada dos professores e melhorar a infraestrutura das escolas, a merenda e transporte”. Larry citou que, no decorrer da história do Brasil, a educação de qualidade foi para poucos e que esta realidade precisa mudar. “A educação tem que ser para todos. Não temos medido esforços para que a educação municipal seja de qualidade”. Agradeceu a Deus pelo trabalho que está sendo feito, as conquistas já obtidas com esforço, abnegação e entrega por todos os que estão à serviço pela educação.

No primeiro dia da Conferência. a coordenadora do Fundo Municipal de Educação (FMU), Professora Talamira Taita Rodrigues Brito, elogiou a organização e a participação das pessoas que ajudaram para o evento acontecer. “Estamos materializando este exercício de democratizar as discussões sobre a educação que desejamos e ansiamos. Em defesa de uma educação universalizada e socialmente referenciada”. Para ela, a universalização ainda é o horizonte, no sentido de ofertar vagas em todos os níveis, modalidades, para todas as pessoas que desejam uma vaga preferencialmente nos sistemas públicos de nossa cidade.

O presidente do Conselho Municipal de Educação (CME), Marco Vinícius Lopes, ressaltou o valor da participação da sociedade civil para a definição dos rumos da educação. “Temos um conselho vivo, atuante e transformador. Com contentamento podemos dar voz aos diretores, professores, funcionários, pais, estudantes e sociedade civil organizada, para que, juntos, tracem os rumos da educação no município”.

O professor Titular Emérito da Universidade Federal de Goiás, diretor institucional da Anpae e membro da Coordenação Executiva do Fórum Nacional Popular de Educação, Luiz Fernandes Dourado, fez a palestra em formato online. Elogiou o tema da conferência que está relacionado as metas do Plano Nacional de Educação Básica. Para ele, “a educação socialmente referenciada deve ser de qualidade com formação ampla do cidadão”. Defendeu o direito de todos à educação e que é necessário envolver a sociedade na educação e “lutar pela materialização das metas e diretrizes dos planos de educação nacionais, estaduais e municipais”.

A programação de abertura teve a participação especial do Coral Mãos Harmônicas, sob o comando da coordenadora da Central de Interpretação de Libras (CIL), Jaqueline França, e o momento cultural com o cantor e atual secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sectel), Xangai.

Também fizeram a composição da mesa o presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal, vereador Valdemir Dias, que no ato também representou o presidente do Legislativo, vereador Dudé; o coordenador do Núcleo Territorial de Educação de Vitória da Conquista, Prof. Ricardo Costa; a presidente do Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp), Prof.ᵃ Elenilda Ramos; a vice coordenadora do FMU, Emília Guimarães; o chefe de Gabinete da Reitoria da Uesb, Weslei Piau, representando o reitor Luiz Otávio; o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB), Cezar Nolasco; a vice presidente da União dos Estudantes da Bahia, Larissa Durval Ribeiro; o coordenador do Núcleo Pedagógico da Smed, Ronilson Ferreira; e a coordenadora do Projeto “A OAB vai à escola”, Morgana Lopes, representando a OAB de Vitória da Conquista.

Mesa de Abertura