O terceiro sábado do mês de outubro, 21, é o Dia Nacional de Combate à Sífilis. Em Vitória da Conquista, a Prefeitura, por meio do Centro de Atenção e Apoio à Vida Dr. David Capistrano Filho (Caav), promoverá ações de mobilização durante todo o mês para lembrar as estratégias de prevenção e eliminação da doença no município.

Entre as atividades que serão desenvolvidas estão aquelas que serão destinadas aos profissionais de saúde e a realização de blitz educativa nas ruas do centro da cidade. Além disso, será disponibilizado teste rápido nos presídios, faculdades e empresas privadas, bem como para os profissionais do sexo, em mais uma edição do projeto Balada Noturna.

Ainda como parte da programação, entre os dias 16 e 20, numa tenda em frente ao Caav, localizado na Praça João Gonçalves, serão realizados os testes de sífilis e palestras, com distribuição de panfletos e preservativos. A iniciativa pretende dar visibilidade ao centro, que é referência no Sistema Único de Saúde (SUS) em HIV/Aids/Hepatites Virais e Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST).

Ações ampliadas como esta auxiliam o Caav a aprimorar os dados sobre sífilis no município, tanto do ponto de vista da notificação quanto da qualidade da informação. “Com um banco de dados mais qualificado é possível subsidiar o planejamento e o aprimoramento das ações de atenção, prevenção e vigilância da sífilis no município. Apenas com uma ação coletiva isso será possível”, reforçou a coordenadora do Centro, Riviane Santana.

Sobre a doença – A sífilis é uma doença infecciosa, silenciosa, causada pela bactéria Treponema pallidume que pode ser transmitida por meio da relação sexual desprotegida com alguém contaminado ou através de transfusão de sangue. Toda pessoa com vida sexual ativa deve realizar o teste para diagnosticar a sífilis, em especial as gestantes, pois a sífilis congênita pode provocar o aborto, causar má formação do feto ou morte ao nascer.