Amiraíldes da Mota Cirino, psicopedagoga do Crav

No dia dedicado às mulheres, 8 de março, as entidades que compõem a Rede de Proteção à Mulher promoveram na Praça 9 de Novembro uma feira com diversos serviços voltados para elas, como teste de glicemia e HIV/sífilis e aferição de pressão arterial. A atividade, que integra a programação do Março Mulher, contou com as participações do Centro de Apoio e Atenção à Vida Dr. David Capistrano (CAAV) e da Diretoria de Atenção Básica, da Secretaria Municipal de Saúde.

As mulheres que passaram pelo local participaram de oficinas de artesanato oferecidas pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) e receberam da Polícia Militar e do Centro de Referência da Mulher Albertina Vasconcelos (CRAV) informações sobre a violência doméstica e o atendimento oferecido pelo Centro. “Esta ação tem o objetivo de divulgar os seus serviços oferecidos pela Rede de Proteção à Mulher, que é formada por 50 instituições”, explicou a psicopedagoga do Crav, Amiraíldes da Mota Cirino.

Nely Gomes, moradora de Ituaçu

Vera Lúcia de Castro

As homenageadas do dia aprovaram a iniciativa. A moradora de Ituaçu, Nely Gomes, aproveitou todas as atividades. “Estou achando bom demais. Já fiz artesanato e agora vou fazer os exames. Tenho que aproveitar essa oportunidade”, disse. A aposentada Vera Lúcia de Castro também elogiou a iniciativa da Prefeitura. “Eu acho excelente essa iniciativa. É um movimento que beneficia toda a população”, assegurou.

[nggallery id=38]