A Vigilância Epidemiológica (Viep) da Secretaria Municipal de Saúde(SMS) divulgou, na sexta-feira (3), o primeiro boletim epidemiológico mensal de 2023, referente a janeiro, que registrou, em Vitória da Conquista, 331 novos casos da Covid-19 e seis óbitos.

No período, dos pacientes que tiveram diagnóstico confirmado para a infecção, 310 se recuperaram e 15 permanecem em recuperação.

Dos pacientes que faleceram, três eram do sexo masculino e três do sexo feminino, todos eles possuíam alguma comorbidade de risco e tinham idade entre 55 e 72 anos.

De acordo com a coordenadora da Viep, Amanda Maria Lima, analisando os dados por semana epidemiológica, foi observada uma curva decrescente nos números. “Começamos a primeira semana de janeiro com 600 notificações e finalizamos a última semana com 170 notificados. Nessas primeiras semanas epidemiológicas de 2023, houve uma redução significativa no número de notificados e também de confirmados para Covid-19 no município”, explicou.

Em comparação com o mês de dezembro, quando foram registrados 1.405 casos confirmados, a redução é de 76,44% no número de contaminados.

Apesar da redução, a coordenadora ainda alerta: “Isso não quer dizer que devemos achar que o vírus não está mais circulando, porque ele ainda está presente. Então é preciso manter a vacinação em dia, manter as mesmas orientações preventivas, principalmente as pessoas com comorbidades que não devem se expor tanto a espaços com muitas aglomerações e optar pelo uso da máscara, para o cuidado individual”.

Notificação

Qualquer pessoa que esteja apresentando síndrome gripal deve procurar a unidade de saúde do seu bairro para receber atendimento ou pode fazer a notificação no site da Prefeitura (Notifica PMVC). De segunda a sexta-feira, pela manhã, a equipe fará o contato telefônico para fazer o agendamento do teste. No caso do cadastro ser realizado no fim de semana, o contato será feito na segunda-feira seguinte pela manhã. O número de telefone precisa estar correto para efetivação do contato.

A SMS reforça, ainda, às pessoas que fizerem o autoteste da Covid-19, comercializado em farmácias, que informem o resultado no site de autocadastro, no campo específico para preenchimento. Essa ação é importante para evitar subnotificações e alimentar o sistema de informações municipal para avaliação do cenário epidemiológico.