As árvores das praças Tancredo Neves, Mármore Neto, Gérson Sales, e da avenida Olívia Flores, foram vestidas de branco na madrugada desta terça-feira, 21, para celebrar o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.

O ato, chamado de “Alvorada dos Ojás”, realizado pela primeira vez em Vitória da Conquista, foi promovido pelo Conselho Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, em parceria com o Núcleo de Promoção de Políticas da Igualdade Racial, o Núcleo de Educação para a Diversidade e religiosos dos cultos de matrizes africanas.

Os participantes amarraram nas árvores os ojás, tecidos brancos em forma de laços, utilizados nos rituais de candomblé, chamando a atenção da sociedade para a necessidade de promover a paz entre os religiosos, e sensibilizar para a tolerância e a convivência harmônica, vencendo assim o preconceito e o racismo.

A data foi escolhida em memória à morte de Mãe Gilda, Yalorixá do terreiro Abassá de Ogum, ocorrida em Salvador, no ano 2000. A morte da Yalorixá foi consequência de um ato de intolerância religiosa.