As atividades fazem parte da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”

A semana começou com ação social e oferta de serviços de saúde, assistência e beleza em Vitória da Conquista. Várias atividades foram realizadas na manhã desta segunda-feira, em referência ao 25 de novembro. A data é lembrada em mais de 150 países, desde 1991, em comemoração do Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher.

Toda ação acontece com a proposta de chamar a atenção da sociedade para as agressões e os crimes que são cometidos contra o público feminino e alertar sobre a importância da denúncia em situações de violência. Por conta disso, o tema “Vamos ser a colher na briga de marido e mulher” está sendo reforçado durante toda esta segunda-feira. As atividades fazem parte da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”.

Angélica Evani Andrade

Outro objetivo das ações em referência ao dia 25 de novembro é divulgar a oferta de serviços existentes em Vitória da Conquista, a exemplo do atendimento e acompanhamento psicológico, social e jurídico disponibilizado pelo Centro de Referência da Mulher Albertina Vasconcelos (Crav), órgão da Prefeitura. “Hoje, dia em que estamos comemorando esta data de combate à violência contra mulher, estaremos aqui na Praça 9 de Novembro, oferecendo serviços à população e realizando um trabalho de divulgação e conscientização para a sociedade abraçar essa luta com a gente”, declarou a coordenadora do Crav, Angélica Evani Andrade.

Além de informações sobre os serviços do Crav, quem passou pela 9 de Novembro na manhã de hoje também pôde conhecer a atuação do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), da Rede de Proteção à Mulher, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas Central), Conselho Municipal da Mulher, Programa Acolhendo e Cuidando, Assessoria Técnica de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual e Centro de Referência Especializado de Assistência Social para a População em Situação de Rua (Creas Pop).

A equipe do Centro de Apoio e Atenção à Vida (Caav) Dr. David Capistrano Filho esteve presente na atividade, com a distribuição de preservativos masculino e feminino e informações sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). O Centro Terapêutico Renascer também apoiou a causa e participou da atividade junto com a equipe da Prefeitura.

Ângela Gusmão

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), reafirmando a parceria com o Governo Municipal, participou da ação levando serviços de manicure. “Estou adorando todas essas atividades, pois são gratuitas e muito boas. Dou nota dez para as equipes”, contou a funcionária pública Ângela Gusmão.

Dalva Vieira

A dona de casa Dalva Viera fez questão de parar na 9 de Novembro para conhecer todos os serviços. “Acho essas campanhas muito importantes, porque a violência está demais hoje em dia”, comentou.

“É muito gratificante, pois além de conscientizar, ajuda quem não tem condições de ir ao salão”, declarou a manicure e escovista Luciene Ponciana.

Luciene Ponciana

Em Vitória da Conquista, as atividades pelo fim da violência contra mulher começaram desde o dia 19 de novembro, com a realização da segunda edição do projeto Diálogos LGBT. Elas prosseguem até o dia 14 de dezembro, com palestras, ações sociais, seminários e rodas de conversa, sempre sobre temas relacionados à violência de gênero.

Saiba mais – O Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher faz referência à memória de três irmãs ativistas políticas latino-americanas (Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal), que no ano 1961 foram brutalmente assassinadas pela ditadura instalada na República Dominica. A data é reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).