Em 20 de janeiro, segunda-feira, é comemorado o Dia do Farmacêutico, profissional que atua em análises clínicas, na fabricação e testes de medicamentos. Trabalha também na elaboração de produtos de higiene pessoal, cosméticos e vitaminas.

Para atender a população de Vitória da Conquista, a Prefeitura conta com 14 profissionais que dão assistência farmacêutica no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), na Vigilância Sanitária, nas farmácias dos serviços especializados, no Almoxarifado Central e na Farmácia da Família. Dois farmacêuticos bioquímicos atuam ainda no laboratório do Centro de Atenção e Apoio à Vida Dr. David Capistrano (Caav). Já a Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC) conta com 16 farmacêuticos bioquímicos e dois farmacêuticos que atuam no Laboratório Central Municipal e Hospital Municipal Esaú Matos.

Fabiely Gomes da Silva

A coordenadora da Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde, Fabiely Gomes da Silva, explica que a Prefeitura, com a organização da Rede Municipal de Saúde, passou a oferecer um campo de atuação diversificado para o farmacêutico. Eles atuam na escolha do elenco de medicamentos que serão disponibilizados à população, na organização e dispensação de medicamentos, na fiscalização e nas análises clínicas. “Hoje, o município oferece para população 184 tipos de medicamentos, que incluem os do elenco municipal e os de programas federais, para tratamento da aids, hanseníase e tuberculose”, explicou Fabiely.

Farmácia da Família – Desde 2012, a população de Vitória da Conquista conta com a Farmácia da Família, que está localizada no bairro Brasil – uma instituição criada pela Prefeitura Municipal para facilitar o acesso a 124 medicamentos da Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remume) e centralizar a oferta de medicamentos de forma organizada, sob a orientação de farmacêutico nos dois turnos de atendimento.

Andressa Lacerda Fernandes

“Com a implantação da Farmácia da Família, o Governo Municipal avançou muito na assistência farmacêutica, com um espaço adequado para os profissionais e para o atendimento à população”, ressalta a farmacêutica da Farmácia da Família, Andressa Lacerda Fernandes. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e de 13h às 17h, e recebe uma média de 320 pessoas por dia, que têm acesso ao elenco de saúde mental e ao básico dispensado também nas unidades de saúde.

Almiro Oliveira

Morador do bairro Kadija e cliente da farmácia, Almiro Oliveira também considera um avanço para saúde a iniciativa da Prefeitura. “Antes eu pegava meus medicamentos na farmácia da Praça Vitor Brito, agora pego aqui. Gosto do atendimento, além de não faltar nada que me foi receitado”, avalia Oliveira.

A Farmácia da Família, além de oferecer orientação de farmacêutico, conta com consulta farmacêutica, que é realizada em parceria com estudantes do curso de farmácia do Campo Avançado Anísio Teixeira, da Universidade Federal da Bahia (Ufba).