Com objetivo de facilitar o acesso da população da área de abrangência da Unidade de Saúde da Família Miro Cairo ao programa de planejamento familiar, as duas equipes de saúde que atendem na unidade promoveram, na última semana, a ação de intensificação do serviço de planejamento familiar.

Oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e Assegurado pela Constituição Federal e também pela Lei n° 9.263/1996, o planejamento familiar é um conjunto de ações que auxiliam as pessoas que pretendem ter filhos e também as quem preferem adiar o crescimento da família. Por meio dele, são oferecidos métodos contraceptivos, como pílulas, preservativos, Dispositivo Intra-uterino (DIU) e métodos definitivos, como as cirurgias de laqueadura de trompas e a vasectomia.

Natália Priscila Rocha

Além de facilitar o acesso, outra motivação para realização do evento foi a quantidade de gestações não planejadas detectadas pelas equipes. “Pensando na saúde da mãe, na situação financeira destas famílias, é que nós optamos por promover esta ação que contou com a parceria do Hospital Esaú Matos e do Laboratório Central”, esclareceu a enfermeira, Natália Priscila Rocha.

Joelma Lima

Após assistir a palestra, Joelma Lima, 33 anos, mãe de dois filhos aproveitou a oportunidade para marcar a sua laqueadura. “Achei excelente esta iniciativa, facilitou nossa vida”, ressaltou Joelma.

Ozânia Trindade

Ozânia Trindade Oliveira, 32 anos, também com dois filhos, foi acompanhada por seu marido Ednaldo e pela sua filha Eveli marcar a cirurgia. “Não quero mais ter filhos, estou aproveitando o momento para encerrar”, revelou Ozânia.

Para a agente comunitária de saúde, Maria de Lourdes Souza, que há 11 anos trabalha na unidade esta é uma iniciativa importante para o planejamento familiar. “A maioria das famílias não planejam os seus filhos e, por consequência, acabam diminuindo a qualidade de vida de todos em sua volta. Com a cirurgia de laqueadura ou a de vasectomia os pais não correm o risco de terem filhos não planejados”, avaliou Maria.

Reginaldo Lima da Silva e sua esposa Elisângela

Maria de Lourdes Souza

Com um filho e 31 anos, Reginaldo Lima da Silva e sua esposa Elisângela resolveram não terem mais filhos. Só que é ele quem vai fazer a vasectomia. “Meu filho já está quase do meu tamanho, não me vejo pai de outra criança. Resolvi fazer porque é bem mais simples para mim do que para minha esposa”, justificou Reginaldo.

Além das unidades de saúde, quem tiver interesse em fazer a cirurgia de laqueadura, vasectomia ou colocar o DIU, pelo SUS, deve procurar o Hospital Municipal Esaú Matos, toda quarta-feira, a partir das 7h da manhã, para assistirem a palestra e fazerem os primeiros encaminhamentos para as cirurgias.