O prefeito Guilherme Menezes destacou a importância dessa ferramenta para o fortalecimento do controle social

Na tarde dessa quarta-feira, 24, na sede do Salão Comunitário da Urbis V, o Conselho Local de Saúde da Urbis V realizou a cerimônia de posse dos novos conselheiros. A solenidade contou com a presença da comunidade, de trabalhadores da Unidade de Saúde da Família da Urbis V, do prefeito Guilherme Menezes, da secretária de Saúde, Márcia Viviane de Araújo, da diretora da Atenção Básica, Leila Amaral e da apoiadora da Atenção Básica, Carine Farias.

O Conselho tem formação paritária, sendo 50% de usuários e 50% de trabalhadores

Com renovação a cada dois anos, o Conselho de Saúde é uma instância deliberativa, que tem por objetivo auxiliar a Administração de forma participativa, sugerindo e opinando sobre as questões referentes a rotina da unidade de saúde e sobre a situação da localidade em que os usuários daquele unidade residem. “Desde 1997, buscamos formas de incentivar a participação popular nas ações do Governo. Hoje, somos uma das únicas cidades do Brasil que ainda mantém o Orçamento Participativo e, na saúde, não tem sido diferente, já contamos com 38 conselhos locais de saúde”, lembrou o prefeito Guilherme Menezes.

Maria de Fátima Amorim

A formação do Conselho de Saúde é paritária, sendo 50% dos conselheiros, obrigatoriamente, usuários e 50%, trabalhadores. Segundo a secretária Márcia Viviane, está formação permite que a comunidade e os trabalhadores decidam de forma igualitária as melhorias para todos. “A Administração Municipal sempre reforça que esse conselho não é importante apenas para as questões da saúde, mas também para lutar com relação às questões do bairro, como saneamento básico, transporte público, educação e outras demandas que refletem a vida diária da comunidades”, ressaltou a secretária.

Maricélia Braga

Característica referendada pela conselheira municipal e local de Saúde, Maria de Fátima Amorim dos Santos. “Aqui, nós avaliamos o que está certo, o que está errado e sugerimos a gestão, a solução para os problemas”, contou Maria de Fátima, que representa os usuários e foi eleita presidente nessa gestão.

Arlete Silva

Para Maricélia Braga Rocha, enfermeira e eleita a vice-presidente do órgão, o conselho contribui para melhoria da saúde. “Aqui, refletimos com a comunidade todas as questões relacionadas ao nosso cotidiano, por isso é importante participar das reuniões”, declarou.

O Conselho da Urbis V se reúne uma vez por mês, toda última quarta-feira do mês, às 14h, na sede do Salão Comunitário. Na reunião, todos têm direito à participação, independente de pertencer ao Conselho. “O conselho para mim é uma parceria entre comunidade e trabalhadores, é um momento de avaliação do andamento do serviço, um momento em que todos opinam”, destacou a agente comunitária de saúde e conselheira local de saúde, Arlete Costa Silva.