Bombeiros e Defesa Civil atuam no distrito

Até barcos, um do Corpo de Bombeiros e outro da Prefeitura, foram utilizados para resgatar pessoas que estavam isoladas no distrito de São João da Vitória, também conhecido como Batuque. A Prefeitura tem trabalhado para minimizar os impactos causados pela cheia do Riacho Vereda, que transbordou devido sangramento da barragem local e das águas vindas do município de Belo Campo. Ontem (28), foi realizada a transferência dos desabrigados da escola municipal para Igreja Católica, que fica na parte mais alta,

A Prefeitura de Vitória da Conquista orientou os moradores que residem próximo ao riacho a saírem de suas casas por causa da ameaça de alagamento. O nível da água na sede do distrito subiu e várias casas foram inundadas. Três casas caíram na sede e uma na Fazenda de Antero. A Defesa Civil está monitorando residências que correm o risco de desabamento.

No momento, seis pessoas de duas famílias estão abrigadas na igreja e outras famílias foram para casas de parentes e vizinhos. A jovem Fátima Ferraz e sua família, por exemplo, foram para casa de um irmão. Segundo ela, ontem (27), a Defesa Civil orientou a família a fazer isso. “Já que a gente tinha um lugar para ir, a gente pudesse sair. Ontem saímos, essa madrugada a água entrou lá em casa e hoje acabamos de tirar as coisas. Eu nunca tinha visto isso na minha vida. A situação muito crítica, mas o pessoal está resistente de sair de sua casa, eu tive que sair do trabalho em Conquista para vim aqui tirar minha mãe que estava resistente”, disse Fátima que mora na praça principal do distrito.

Fátima Ferraz

Como o distrito não tem uma estrutura maior para abrigar os desalojados, a Prefeitura já equipou a Escola Municipal Tobias Barreto, em Veredinha, caso ocorra a necessidade de receber mais famílias.