Mais do que um certificado, as 50 participantes do Programa Mulheres que Conquistam, promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Sala da Mulher Empreendedora, ganharam confiança e alcançaram melhores resultados em seus negócios. Foi o que as certificadas declararam na cerimônia realizada nessa quarta-feira (28), no espaço Limão Doce.

“A gente teve esse prazer de ficar esses três meses juntas. A gente adquiriu muito conhecimento, a gente podia falar, se expressar e ser acolhida. O projeto me trouxe uma oportunidade de sair de casa. Sou nutricionista e trabalho on-line e a Mulheres que Conquistam me trouxe essa possibilidade de olhar no olho de cada mulher, de participar de eventos. Eu participei da última roda de negócio. Foi maravilhoso. A gente tem a oportunidade de realmente crescer, de ter outra visão do nosso negócio, e a gente tem novos direcionamentos”, disse Raíssa Magalhães, que está há seis anos trabalhando como terapeuta nutricional.

Ela e sua irmã Hannah Magalhães, que é terapeuta de animais, participaram da assessoria Crescer. “É um programa que vale a pena. Pra mim surpreendeu e eu quero agradecer a todas vocês por só em estar aqui já dá um up”, complementou Hannah.

Buscando criar raízes em Vitória da Conquista, a gaúcha Ronilda Albuquerque há nove meses começou a trabalhar com bebidas fermentadas, especificamente a kombucha. “Mulheres que Conquistam foi um curso que me conquistou. Foi um abrir de portas para minha vida. Hoje recebo meu certificado, eu estou toda feliz, eu fiz o curso Geminar, porque foi o começo de tudo. Eu exponho meu produto em duas feiras, começando a caminhar com Kombucha, que seria um refrigerante super natural”, comentou.

Os testemunhos das participantes mostram que o programa da Sala da Mulher Empreendedora é um sucesso. “A sala deu certo. Eu diria que foi uma ideia muito feliz e é justo dizer que essa pérola que a gente está lhe passando agora oficialmente é fruto também do esforço, da dedicação, desse espírito irreverente de Efigênia. E eu fico muito feliz que esteja sendo adequada ao ambiente totalmente feminino. Temos tocado vários projetos na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, mas o mais acessível é a Sala do Empreendedor, portanto receba com carinho essa joia e que vocês sejam felizes, como fomos nesses três anos”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcos Ferreira à secretária municipal de Políticas para Mulheres, Viviane Ferreira.

Efigênia, Ronilda Albuquerque e Priscila

Apresentando a nova secretaria às mulheres presentes, ela declarou: “É necessário frisar que precisou uma prefeita estar no poder para que nós todas pudéssemos ter esse órgão. A nossa prefeita Sheila instituiu nossa secretaria e a Sala da Mulher Empreendedora passou a compor a nossa estrutura. E nós já recebemos de muito bom grado. Eu falo que a nossa economia local é muito mais implementada pelo empreendedorismo feminino, sobretudo, pelas mulheres que alavancaram seus negócios no período da pandemia”. A secretária de Políticas para Mulheres ainda parabenizou pela entrega dos certificados e pelo novo lançamento.

Já a coordenadora da Sala da Mulher Empreendedora, Efigênia Ferreira, revelou estar impressionada. “Por ser o primeiro, os resultados me impressionaram, porque foi maravilhoso o feedback das meninas. A gente faz sempre a pesquisa para analisar como é que foi, como é que impactou no negócio delas, então foi muito positivo mesmo. Tanto é que a gente está lançando a segunda etapa devido a isso. Então foi maravilhoso, vem contribuindo bastante para o desenvolvimento do empreendedorismo feminino”.

Os secretários municipais Viviane e Marcos

Novas edições

O programa contou com a parceria de várias instituições entre elas a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Sebrae, que reforçaram a participação na segunda etapa do projeto que vai atender mais 90 mulheres. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link.

“Entendemos que precisamos trabalhar juntas, trabalhar na parceria, principalmente quando se envolvem as atividades parecidas. E eu fiquei muito feliz quando fui fazer a proposta para Efigênia (Prefeitura) e Priscila (Sebrae) e a gente se uniu porque nós precisamos de mais grupos de mulheres, mas nós precisamos trabalhar em conjunto”, anunciou Maylu Brito, coordenadora do Empreende Mulher, projeto do CDL.

Equipe apoiadora

Dividido em três grupos, o Mulheres que Conquistam dá às participantes a oportunidade de adquirir conhecimentos e técnicas de utilização das redes sociais para impulsionar a divulgação dos seus produtos e serviços.

Na ocasião, a coordenadora do Sebrae delas, Priscila Gomes,  lançou também a segunda edição do Programa “Sebrae Delas”, que busca valorizar as competências, comportamentos e habilidades das mulheres, difundindo e profissionalizando o empreendedorismo feminino.