Na manhã desta terça-feira (29), a secretária municipal de Saúde, Ramona Cerqueira, e a diretoria de Vigilância em Saúde, Ana Maria Ferraz, receberam a diretoria do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias (Sindacs), que apresentaram as demandas da categoria e discutiram pontos relacionados às condições de trabalho dos agentes de endemias, a exemplo de fardamento, identificação do profissional nas visitações, fornecimento semanal de EPIs e pagamento de horas extras.

Também foram esclarecidas dúvidas sobre a nova lei municipal que garante o adicional de pós-graduação aos servidores.

A secretária de Saúde acolheu todas as solicitações expostas pelas representantes do Sindacs e reforçou sobre a compreensão de que este trabalho é uma via de mão dupla. “Sabemos da importância que é manter esse diálogo com o sindicato para avaliar as demandas solicitadas e garantir tanto uma melhor rotina de trabalho para os nossos agentes, quanto a assistência para a nossa população”, afirmou Ramona.

A coordenadora estadual do Sindacs, Rita Suzana Silva, avaliou “que esse momento de troca é fundamental para levar até a gestão as demandas e dificuldades apresentadas no dia a dia de trabalho dos agentes e buscar resolver todas elas da melhor forma possível. Diante das dificuldades que a pandemia nos traz, até mesmo com a limitação das visitações dos agentes, o diálogo é justamente para entrarmos num consenso que não traga prejuízos nem para população, nem para o trabalhador”, ressaltou.