O Seminário aconteceu na última terça-feira, 20, no auditório do Polo de Educação Permanente

As discussões sobre as políticas públicas que asseguram o fortalecimento do exercício pleno dos direitos das pessoas com deficiência foram destaques na manhã da última terça-feira, 20, durante o Seminário “Debatendo o Plano Viver sem Limite”, promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O seminário, realizado no auditório do Polo de Educação Permanente, reuniu centenas de pessoas, entre autoridades, estudantes e representantes de diferentes segmentos da sociedade civil, para avaliar como está o andamento do plano.

Elias Oliveira

“O Viver sem Limite foi lançado no final de 2011 e é um dos planos prioritários do Governo Federal”, informou a representante da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência e coordenador geral do Viver sem Limite, Elias Oliveira. Na ocasião, além do plano, ele falou sobre o marco legal da pessoa com deficiência e sobre a Convenção da Organização das Nações Unidas (ONU).

Miguel Felício

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Miguel Felício, a realização do seminário sobre o Plano Viver sem Limite, além de trazer discussões sobre temas importantes para a sociedade, também consolida o trabalho do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência. “É um debate muito relevante e que vai ajudar no desenvolvimento da sociedade para que ela conheça, reivindique e respeite os diretos da pessoa com deficiência”, avaliou o gestor.

Adriana Bispo

Para a representante do Conselho Estadual, Adriana Bispo da Silva, avaliar os avanços do Viver sem Limite é fundamental, já que o plano constitui um avanço importante nas políticas públicas de garantia dos direitos. “Reunir pessoas dos diferentes segmentos para discutir e buscar caminhos é fundamental porque a inclusão da pessoa com deficiência não é um processo simples e requer o envolvimento de todos os segmentos sociais”, declarou.

Dinorá Gomes

A lavadeira Dinorá Souza Gomes assim que soube do seminário se interessou imediatamente em participar. “Sempre procuro informações sobre os direitos da pessoa com deficiência, pois acho que isso será muito importante para ajudar cada vez mais meu filho. Ele tem o pé torto congênito”, contou. O filho de Dinorá tem quatro anos e faz tratamento no Centro Municipal de Reabilitação Física (Cemerf).

Rede de assistência – O Plano Viver sem Limite teve a adesão de Vitória da Conquista, no final de 2013. A meta do Governo Federal é atender 45,5 milhões de brasileiros que possuem alguma deficiência. Com a estruturação de uma rede de assistência nos municípios, o plano prevê a assistência desde o nascimento da criança, com o diagnóstico precoce, passando pela acessibilidade nas escolas e também em casa.

Veruska Ferraz

Conselho Municipal – A articulação de políticas bem como a realização do seminário sobre o Viver sem Limite fortalece cada vez mais as ações do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que atualmente possui 24 conselheiros, sendo 12 titulares e 12 suplentes.

Luiz Fernando Pereira

“É uma alegria muito grande estar fazendo esse seminário para que a gente possa conhecer melhor as políticas e os direitos das pessoas com deficiência”, ressaltou o presidente do CMDPD, Luiz Fernando Pereira. “Tenho muito orgulho em verificar de perto os avanços do Conselho Municipal”, revelou a diretora de promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Veruska Ferraz.

Saiba mais – Segundo a ONU, existem 650 milhões de pessoas com deficiência no mundo. Este número representa 10% da população. No Brasil, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 24% da população possui algum tipo de deficiência.