As possibilidades de beneficiar Vitória da Conquista com a implantação da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) foram assunto de conversa entre o secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Jackson Yoshiura, e André Kuhn, o presidente da Valec, empresa do Governo Federal responsável pela obra. Jackson e Kuhn se encontraram na nesta quinta-feira (9), na Paving Expo, evento de infraestrutura e construção, em São Paulo.

O trecho da rodovia entre Ilhéus e Caetité, denominado Fiol I, possui 537,2 km de extensão e passa próximo do distrito de José Gonçalves. “A ideia principal é exatamente no que diz respeito a uma extensão, já que ela passa muito próximo a Vitória da Conquista, ou caso não seja possível essa extensão, com a própria instalação de terminais próximos a Conquista que venham a atender às necessidades do escoamento de produção do nosso município”, explicou Jackson.

O diálogo foi um primeiro passo para avaliar essas possibilidades, que serão formalizadas por um pedido da Seinfra, com perspectivas até mesmo de uma futura reunião entre técnicos do órgão e a equipe da Valec. “Ele [André Kuhn] se colocou totalmente à disposição pra gente conversar, dialogar, pra que a gente consiga um apoio da iniciativa privada também, pra gente levar esses avanços da ferrovia pra Vitória da Conquista”, completou o gestor da Seinfra.

A Fiol irá constituir um importante corredor de escoamento de minério do sul da Bahia e de grãos do oeste baiano. No total, são 1.022.6 km em construção, com investimento previsto de R$ 8,9 bilhões.