No último mês, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 14 novos casos positivos de arboviroses em Vitória da Conquista. Neste ano, foram 2.665 notificações suspeitas, com 479 casos confirmados laboratorialmente, sendo 216 para dengue, 253 para chikungunya e 10 para zika.

Ainda de acordo com o boletim do Centro de Controle de Endemias (CCE), 1.291 casos suspeitos para essas doenças foram descartados, 517 resultados foram inconclusivos e 378 aguardam pelo resultado laboratorial.

Desde o mês de setembro, as equipes de combate às endemias intensificaram as ações diárias de bloqueio em diversos pontos do município. “Estamos vigilantes, principalmente inspecionando os locais onde estamos registrando ocorrências de casos confirmados das arboviroses para conter o avanço dos números e adoecimento da população”, destacou Gabriela Andrade, coordenadora do CCE.

Para os meses de novembro e dezembro, além da temperaturas mais altas que são comuns da estação, há também a previsão de chuvas, que pode facilitar o acúmulo de água parada em muitos locais e criar o cenário ideal para a reprodução do Aedes aegypti. Por isso, a população deve fazer o trabalho de prevenção, pelo menos uma vez por semana, verificando a vedação adequada das caixas d’águas e piscinas, água parada em pequenos recipientes, ralos, calhas, vasos de plantas e até a bandeja externa da geladeira. O descarte do lixo também deve ser feito em horário e locais apropriados.

A orientação da SMS é que em caso de febre, dores no corpo, nas articulações ou ao redor dos olhos e até sangramento nasal, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima de casa para receber atendimento médico.

Para fazer denúncia ou solicitar a visita dos agentes de endemias, entrar em contato com o Centro de Controle de Endemias por meio do número: (77) 3429-7421.