Nesta segunda-feira (3), a Secretaria Municipal de Finanças e Execução Orçamentária (Sefin) voltou a funcionar nas instalações originais: o Edifício Laudionor Brasil, situado na Rua Orlando Silveira Flores, nº 304, ao lado da Catedral Nossa Senhora das Vitórias.

Assim, retorna ao local o atendimento de serviços como IPTU, ISSQN, cadastro de alvarás, dívida ativa, fiscalização, protocolo, ITBI, georreferenciamento, plantão fiscal, tesouraria, contabilidade, empenho e liquidação de despesas orçamentárias e extra-orçamentárias. Durante a reforma do prédio, os serviços foram oferecidos na Rua Coronel Gugé, nº 367, no imóvel que sediou a antiga Central de Marcação de Exames da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A estrutura da Sefin foi reconfigurada, o que permitiu a ampliação da área para atendimento ao público. Setores como os de alvará e dívida ativa, por exemplo, foram transferidos para o primeiro andar – o que garantiu um novo espaço para funcionar como arquivo e uma maior quantidade de cadeiras e guichês de atendimento.

A requalificação passou também pela aquisição de novos móveis e equipamentos para os servidores – muitos deles com décadas de trabalho no serviço público municipal, a exemplo do auditor fiscal Alessandro Campanha, que falou em nome dos colegas na cerimônia simbólica de reinauguração da Sefin. “Não podemos deixar de reconhecer todo o trabalho, esforço e dedicação da gestão municipal”, afirmou Campanha, que entrou para os quadros da Prefeitura após ser aprovado no concurso público de 2000. “Fica aqui a nossa gratidão e, sobretudo, o nosso respeito. Agradecemos imensamente pelo cuidado e por nos ouvir”, complementou o servidor.

O gerente de IPTU, Nilton Cezário, manteve o tom de agradecimento. “Essa reforma significa o atendimento ao contribuinte de uma forma mais humana. A gente tinha instalações que não atendiam de forma suficiente. O próprio servidor não se sentia bem. Agora, temos banheiros novos, cadeiras novas, instalações novas, e isso torna o serviço melhor para a população”, relatou Nilton.

“O funcionário trabalha mais feliz, mais motivado. É uma forma de o Governo Municipal mostrar que se importa com as pessoas”, complementou o gerente.

“Sefin é porta de entrada”

O secretário municipal de Finanças e Execução Orçamentária, Rodrigo Bulhões – também ele um servidor efetivo, admitido após o concurso público de 2014 – explicou os motivos que levaram a Prefeitura a direcionar parte dos recursos do Tesouro Municipal à reforma da Sefin. “Nós fizemos melhorias em prol do atendimento ao público e em questões relacionadas ao trabalho dos servidores públicos”, contou.

“A Sefin é porta de entrada da Prefeitura. E, antes de mais nada, quaisquer tipos de serviços passam por uma boa arrecadação, compromisso fiscal e, acima de tudo, por um bom atendimento a toda a sociedade”, concluiu Rodrigo.

“Dia histórico”

Antes de descerrar simbolicamente a placa de reinauguração, a prefeita Sheila Lemos falou sobre o que considerou “um dia histórico”, dada a multiplicidade de compromissos oficiais que marcou esta segunda-feira. Pela manhã, o Governo Municipal entregou duas unidades de saúde reformadas, nos povoados de Braga e São Joaquim, e ainda inaugurou uma agência comunitária dos Correios na sede do distrito de Bate-Pé.

“Nós saímos de casa às 8h e estamos até agora. Isso porque Vitória da Conquista não pode e não quer parar”, explicou a gestora. Sobre a revitalização da Sefin, Sheila disse tratar-se de um exemplo da destinação de impostos pagos pela população. “Entendemos que não há condições de um servidor público trabalhar sem ter um lugar digno”, disse. “Assim, você vê para onde está indo a sua contribuição para o município”, acrescentou.

“A gente precisa atender bem o nosso contribuinte para que ele saia satisfeito”, concluiu a chefe do Executivo Municipal.