A Secretaria Municipal de Saúde torna público, neste sábado (14), o perfil epidemiológico semanal dos casos confirmados e pacientes que vieram a óbito pela Covid-19 no município. Foram registrados mais 273 diagnósticos da doença nos últimos sete dias, resultando em 10.582 casos na cidade desde o início das notificações.

Desse total, 4.493 são do sexo masculino; enquanto 6.089 são do sexo feminino. Além disso, 1.169 das ocorrências de Covid-19 na cidade são em trabalhadores da saúde.

Até o momento, a faixa etária de 20 a 39 anos continua sendo a que mais apresenta vítimas da doença: 4.485 casos. Em seguida, estão os pacientes entre 40 e 59 anos, registrando 3.539 das ocorrências. Além disso, 1.457 dos pacientes possuem mais de 60 anos; 792 deles estão situados na faixa de seis a 19 anos; e 309 têm entre zero e cinco anos.

Das 10.582 pessoas diagnosticadas, 1.949 relataram possuir uma ou mais comorbidades – quando há duas ou mais doenças preexistentes – ou fatores de risco para a Covid-19. São elas: doença cardíaca/hipertensão (838), diabetes e hipertensão (211), diabetes (588), obesidade (425), doença hepática (39), doença pulmonar (356), doença neurológica (75), neoplasia (45), imunossupressão/doença reumática (32), doença renal (91), hipotireoidismo (8), gestação de alto risco (1) e hanseníase (1). Outros 8.633 pacientes relataram não possuir comorbidades.

Além disso, do total de casos confirmados, 9.882 apresentaram sintomas leves de Síndrome Gripal. Outros 700 desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), levando ao internamento. Também foram registrados mais 321 pacientes recuperados da Covid-19 nos últimos sete dias, totalizando 10.103 recuperados. Outros 288 pacientes ainda apresentam sintomas da doença, com possibilidade de transmissão – 22 estão internados, e 266 se recuperam em tratamento domiciliar.

O município registrou 191 óbitos por complicações em decorrência da Covid-19 até e essa sexta-feira (13). Desses pacientes, 81 eram do sexo feminino; e 110, do sexo masculino. Além disso, 146 deles tinham mais de 60 anos; 37 estavam na faixa etária de 40 a 59 anos; cinco apresentavam de 20 a 39 anos; e três possuíam entre seis e 19 anos. Além disso, também foram registrados 185 falecimentos em unidade hospitalar e seis em domicílio.

Dezenove pessoas que vieram a óbito relataram não possuir nenhuma comorbidade. Outras 172 possuíam doenças preexistentes ou fatores de risco da Covid-19. São elas: doença cardíaca/ hipertensão (128), diabetes e hipertensão (35), diabetes (74), obesidade (14), doença hepática (6), doença pulmonar (17), doença neurológica (13), neoplasia (9), imunossupressão/doença reumática (12), doença renal (11), hipotireoidismo (4), gestação de alto risco (1) e hanseníase (1).

Na zona urbana de Vitória da Conquista, foram registrados 10.057 pacientes da Covid-19, moradores das seguintes localidades:

Outros 525 são residentes da zona rural: