A Secretaria Municipal de Educação (Smed), continuando o trabalho de melhor qualificação dos professores da rede, promoveu a formação dos docentes que atuam na Educação para Jovens e Adultos (EJA), entre os dias 14 a 16 de dezembro, no auditório do Planetário Professor Everardo Públio de Castro. O EJA é uma modalidade que atende alunos na faixa etária de 15 anos ou mais e que por algum motivo, não conseguiram concluir a educação básica.

A coordenadora para o EJA do Núcleo Pedagógico da Smed, Aldina dos Santos, destacou que a capacitação é um momento muito significativo para os professores. “Temos essa preocupação de dar voz aos professores. Esses dias foram momentos de escuta, de apresentação de ações, propostas, a serem desenvolvidas no ano de 2022. Aquilo que precisa ser feito e no que devemos melhorar”. Ela acrescentou que as propostas estarão sendo levadas à coordenação pedagógica e ao secretário Edgar Larry para posterior análise.

Para a professora Cristiane Oliveira, esse momento é de crescimento e o resultado vai ser uma aula melhor e visualizar a necessidade do aluno. “Vamos mesclando as experiências que deram certo. Essa formação ajuda no crescimento do professor e no trabalho da sala de aula e vemos a diferença no resultado da turma”.

Educação de Jovens e Adultos (EJA)– Atualmente, tem aproximadamente 5.000 alunos na rede municipal. A oferta de aulas é nos turnos matutino, vespertino e noturno, proporcionando ao aluno conciliar estudo com trabalho de forma mais tranquila. Ele acontece tanto nas escolas municipais da zona urbana como também na zona rural.

O trabalho é realizado com dois segmentos, divididos em módulos. No segmento um são três módulos. No módulo um tem a aplicação do primeiro ano do ensino fundamental. No módulo 2, o segundo e terceiro anos e, no módulo 3, o quinto ano do ensino fundamental.

No segmento 2 são mais dois módulos. No primeiro, sexto e sétimo ano do ensino fundamental. No segundo módulo, aplica-se o oitavo e nono ano.