A partir desta segunda-feira (4), as 24 escolas municipais que estão com atividades semipresenciais desde o mês de agosto estarão com as turmas ampliadas para os alunos do 2º, 5º e 9º anos, respeitando o distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras, a obrigação do uso de máscara, álcool em gel e a manutenção das demais normas sanitárias para garantir que o ambiente escolar seja seguro, minimizando os riscos de contaminação.

Em outras escolas da Rede Municipal de Ensino, que ainda estão com o ensino 100% remoto, serão iniciadas as aulas semipresenciais também na segunda-feira (4). Neste primeiro momento, as unidades atenderão aos estudantes do 2º, 5º e 9º anos. As atividades semipresenciais das creches municipais também serão iniciadas nesta data.

O secretário municipal de Educação, Edgard Larry, ressalta que, entre outras ações, como adequação da infraestrutura e organização do transporte escolas, para proporcionar uma melhor readaptação ao ensino presencial, foram contratados profissionais nas áreas de pedagogia, psicologia, assistência social e psicopedagogia para atendimento da rede. “Esses profissionais vão reforçar as unidades escolares da Rede, então ao todo são 300 pessoas que vão dar esse suporte”, destacou Larry.

Para receber com segurança alunos, professores e demais profissionais da educação, as escolas e creches estão preparadas com distanciamento entre carteiras, dispositivos de higiene, demarcação nos espaços de convivência e sanitários adequados. Para o transporte escolar estão garantidas adequações e higienização periódica.

A liberação das aulas 100% presenciais e da ampliação das escolas com aulas semipresenciais, se deu graças à baixa ocupação dos leitos hospitalares destinados a pacientes com Covid-19 e a queda nos casos de coronavírus no município. A decisão já foi apresentada para as escolas a Associação de Valorização da Educação do Sudoeste Baiano (Avesb), ligada às escolas privadas do município e a medida também inclui a Rede Municipal.