“Em geral, o público que vai ao teatro é restrito. Um evento como este é bom para expandi-lo”, diz estudante

Um público variado tornou pequenas as instalações do Teatro Carlos Jehovah durante as noites do Festival de Cenas Curtas, promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. No dia 1º de dezembro, data em que foram divulgados os resultados do Festival, os espectadores ficaram em estado de grande expectativa.

Paulo Robis

O estudante Paulo Robis, do curso de Física da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/Uesb, se descreveu como um amante do teatro e disse que a arte, em geral, o atrai. Além disso, afirmou que o Festival de Cenas Curtas pode ampliar o público que se interessa por teatro na cidade. “Em geral, o público que vai ao teatro é restrito. Um evento como este é bom para expandi-lo”, observou.

Vitor Quadros

O estudante Vitor Quadros se considera um privilegiado por ter acesso à agenda de eventos culturais de Vitória da Conquista. Ele se define como um “consumidor e fazedor de arte”, e rejeita o título de “músico”: “Sou um tocador”. Vítor compareceu à última noite do Festival de Cenas Curtas e elogiou a iniciativa da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, ao realizá-lo. “Fico feliz por saber que este evento agora faz parte da agenda cultural conquistense”, afirmou. “Espero que os espetáculos circulem por outros municípios, além de Vitória da Conquista”.