A “feirinha” contou com alimentos, plantas medicinais, brinquedos confeccionados com material reciclável, entre outros itens

Iniciativa pioneira foi desenvolvida em parceria com o Sebrae ao longo de quatro meses

A quadra de Esportes da Escola Municipal Moisés Meira, localizada no distrito de José Gonçalves, se tornou palco para o empreendedorismo juvenil na tarde da última sexta-feira, 15. Na ocasião, 130 alunos do 1º ao 5º ano, apresentaram os resultados do projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos.

A “feirinha” com alimentos, plantas medicinais, brinquedos confeccionados com material reciclável, entre outros itens demonstrou o quanto os estudantes aprenderam durante os quatro meses de duração do projeto, desenvolvido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

“O projeto busca a atitude empreendedora por parte das nossas crianças”, contou consultor do Sebrae

“O projeto busca a atitude empreendedora por parte das nossas crianças”, explicou o consultor do Sebrae, Júlio César Dias. O consultor, que acompanhou todas as etapas do projeto na escola destacou ainda a importância da parceria com o Governo Municipal: “Com essa parceria assertiva e intensa queremos que o jovem, a médio e longo prazo, cresça e se torne protagonista da sua vida, aprendendo a planejar e tendo as características de um empreendedor como hábito”.

Opinião compartilhada pelo secretário de Educação, Marcelo Melo: “Projetos como este são de extrema importância para os nossos alunos, porque amplia a visão de mundo e mostra novas perspectivas”.

Para o diretor da Moisés Meira, Manoel Reinaldo da Silva, o projeto dinamizou a escola. “Percebemos o envolvimento da comunidade escolar, pois os pais também participaram de todo o processo”.

Quem confirma isso é o pedreiro Júnior Menezes, pai de Gabriel, aluno do 2º ano. Júnior foi um dos pais que contribuíram com a doação de mudas para a horta produzida pelos alunos. “Lá em casa, neste período, a gente viu Gabriel não somente aprendendo a mexer com a terra, mas a lidar com o dinheiro”.

Iniciativa envolveu a comunidade escolar, incluindo os pais, como foi o caso de Júnior, pai de Gabriel

Para a aluna Victória Alexandra de Oliveira, o projeto foi uma experiência única. “A escola e o Sebrae nos deram uma oportunidade enorme não só de adquirirmos conhecimentos relativos aos negócios, mas de fazermos da nossa vida inspiração para outros jovens, pois quando os jovens têm acesso à educação e ao conhecimento, se envolvendo em coisas boas, não se envolvem com álcool, drogas e outros vícios”, destacou a estudante de 10 anos.

E Eliseu Azevedo, aluno do 4º ano, completou: “eu gostei muito, porque comecei a aprender a como ter meu próprio negócio e a ganhar meu próprio dinheiro”.

Além da Escola Municipal Moisés Meira, também participaram do projeto, que contou com capacitação dos professores e oferta de material didático, os alunos da Escola Municipal Iza Medeiros.

Victória e Eliseu comemoram resultados do projeto