As dificuldades de locomoção e deslocamento são comuns para boa parte dos idosos. E esta situação é ainda mais grave quando a pessoa tem problemas de saúde que deixam seu corpo ainda mais debilitado.

É para atender este público que, a Secretaria de Saúde de Vitória da Conquista desenvolve o Programa de Atendimento Municipal Domiciliar ao Idoso com Limitação (Pamdil). Por meio desta iniciativa, incorporada por algumas unidades de saúde, é prestado atendimento em saúde na própria casa do idoso, garantindo o conforto, a continuidade dos tratamentos e um atendimento humanizado.

São mais de mil pacientes beneficiados pelo programa no município. Eles recebem a visita de uma equipe da Saúde no dia agendado, entre segunda e sexta-feira. Segundo a apoiadora institucional da Atenção Básica, Daniella Brito, o intervalo entre as visitas de cada paciente é de 15 dias, “caso o mesmo não tenha passado por nenhum agravamento no estado de saúde. Aí, a visita é antecipada”, explicou.

O responsável pela identificação dos idosos que necessitam do atendimento pelo Pamdil é o agente comunitário da Unidade de Saúde, que cobre a área em que a pessoa reside. Feita esta identificação, o paciente é cadastrado no programa e passa a receber o atendimento. Além de realizar as consultas e prestar toda assistência necessária, como a realização de exames, o Pamdil também encaminha os idosos para outras especialidades médicas caso haja necessidade.

A diretora da Atenção Básica, Maria das Graças Cardoso, informou que “atualmente, o Pamdil conta com uma equipe formada por dois médicos, duas técnicas de enfermagem e um motorista”.

As unidades que contam com a equipe e o serviço do programa são a Policlínica de Atenção Básica Dr. Ademário Silva Santos; Centro de Saúde Dr. João Melo Filho; Centro de Saúde Dr. Hugo de Castro Lima; Centro de Saúde Régis Pacheco; Policlínica de Atenção Básica São Vicente – CAE II; Policlínica de Atenção Básica Panorama e Unidade de Saúde Vila América.