Moradores do Alto Maron recebem orientações sobe como participar do Governando com as Pessoas

Quase 400 pessoas já participaram das mobilizações que vêm sendo realizadas pelo Governo Municipal, a fim de cumprir o primeiro ciclo do programa Governando com as Pessoas que abrange os bairros Alto Maron e Ibirapuera e o distrito de Inhobim. A Secretaria Municipal de Governo destacou mobilizadores para percorrer as unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), as unidades de saúde e as escolas situadas nessas três localidades, a fim de orientar os moradores sobre como preencher o formulário e registrar suas sugestões de obras e serviços para as localidades onde moram.

Na atual etapa de ampla escuta, o preenchimento dos formulários pode ser feito até o dia 28 de janeiro. Para incluir as pessoas que têm dificuldades de acesso à votação online, a Prefeitura designou, entre as equipes dos Cras, das unidades de saúde e das escolas, servidores para receberem as pessoas, orientá-las sobre a votação e oferecer-lhes os equipamentos necessários para que elas possam fazer suas sugestões.

A fase seguinte, a ser cumprida entre 15 e 25 de fevereiro, consistirá numa votação, a partir das sugestões feitas durante a fase de ampla escuta. E, de 7 a 17 de março, será a terceira etapa da triagem, com a eleição das prioridades para cada bairro e distrito. As obras e serviços que forem eleitos serão executados pela Prefeitura.

Eles podem preencher o formulário até o dia 28

“Simples e fácil”

A aposentada Maria do Carmo Araújo, 68 anos, participou de uma mobilização nesta terça-feira (23), na Escola Municipal Antônia Cavalcanti, no Alto Maron, onde mora. “É muito gratificante, porque a gente pode reivindicar aquilo que a gente precisa”, disse a moradora, que pretende convencer os vizinhos a elegerem a reforma da praça Gérson Sales e a instalação de uma academia ao ar livre, como prioridades locais.

“Aqui no Alto Maron tem muito idoso e muita gente que precisa”, justificou Maria do Carmo. “Tem muita gente que pode pagar academia, mas também tem gente que não pode. Como eu, que sou aposentada, pago aluguel e tenho outras prioridades”.

Outra participante do Governando com as Pessoas, a auxiliar de saúde bucal Cristina Fernanda Neves, 26 anos, participou da mobilização realizada na semana passada, na Praça Ceus, ao lado de outros moradores do loteamento Panorama e de outras localidades do Alto Maron. Ela já preencheu o formulário com a sugestão que considera prioritária: o asfaltamento do Beco do Amor, próximo à rua Bela Vista, no Panorama.

“É simples e fácil, não leva muito tempo”, disse Cristina, após preencher o formulário do Governando com as Pessoas, num computador disponibilizado na sede do Cras 6, no loteamento Nova Cidade. “Agora, é hora de os moradores se mobilizarem, votarem e unirem forças para a gente conseguir uma obra e um serviço para o bairro. Tem muitas coisas para se fazer, mas a gente vai conquistando isso aos poucos”, complementou.

Multiplicando

Para Meire Oliveira, que integra a equipe de mobilizadores do Governando com as Pessoas, é importante destacar a importância da difusão das informações entre a população. “Acredito até que seja um dos momentos mais importantes para o programa, porque é quando as pessoas vão responder o questionário e escrever o que elas pretendem de fato para o seu bairro”, explica.

Segundo ela, a principal função da equipe de mobilizadores é convencer os moradores a atuarem como multiplicadores, junto aos familiares, vizinhos e conhecidos.

“Tenho certeza de que essas pessoas que aqui estão, e as outras mais de 300 que já estiveram anteriormente conosco, tenho certeza de que elas estão fazendo um excelente trabalho, sendo multiplicadores e repassando para a sua comunidade a importância do programa Governando com as Pessoas”, observou Meire.

Meire Oliveira

Como preencher

Ao preencher o formulário, a pessoa deve informar seu nome, CPF e número para contato, e dizer se mora na zona urbana ou na zona rural. Em seguida, escolhe o bairro ou o distrito. Depois, seleciona a categoria na qual se enquadra a sua sugestão de obra ou serviço.

Por exemplo, se a sugestão for a reforma de uma quadra de esportes, deve-se marcar a opção “lazer”; se for o recapeamento asfáltico de uma rua ou avenida, marca-se a opção “infraestrutura”. Mas, se o desejo for a reforma de uma unidade escolar, é necessário clicar no item “educação”. Além das mencionadas, há outras quatro categorias macros: saúde, segurança, economia e serviços.

Em cada categoria macro, existem as categorias micro. Por exemplo, na categoria “serviços”, há 14 subitens. Depois de escolher essa subcategoria, a pessoa poderá listar sua sugestão.