A Secretaria Municipal de Educação (Smed) adotou o projeto Território da Leitura, que tem o objetivo de estimular o interesse pela leitura nos estudantes das escolas municipais, visando também alcançar as famílias, como forma de desenvolver uma consciência crítica cidadã a partir das reflexões do gênero literário. Na na sexta-feira (29), no auditório do Cemae, a Smed fez um seminário para apresentar o projeto aos setores escolares e professores do 3º ano e das turmas multisseriadas.

O Território da Leitura apresenta uma curadoria pautada nos gêneros textuais indicados na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em que a escola tem acesso à área exclusiva do site Território da Leitura e ao aplicativo Contadores de Histórias, além dos kits do aluno e do professor. O kit inclui os livros escolhidos pela Smed e dois diários de percurso de leitura, elaborados por especialistas, para o aluno registrar as experiências de leitura durante o ano e para envolver a família. Além disso, o professor recebe materiais para dinâmicas de leitura que incentivam as atividades lúdicas em sala de aula.

Edgard Larry

Para o secretário Edgard Larry, trata-se de um momento importante para a rede por conta do objetivo do programa. “Quão importante é esta questão da literatura na vida dos nossos alunos. A literatura como um todo nos proporciona sonhar, pensar, acreditar, motivar, desmistificar, construir valores, histórias, tantas coisas. Precisamos estimular nossos alunos a leitura”. Acrescentou que o universo da literatura nos leva a uma vida mais enriquecida e motivada, e que formações como esta devem ser constantes.

Iriene Almeida

Na avaliação da vice-diretora das Escolas Nucleadas, Iriene Almeida, o projeto é excelente porque proporciona uma visão de mundo para os estudantes. “Eu vejo a necessidade de termos alunos, crianças e jovens, que sejam leitores. Precisam ter um conhecimento, uma visão do mundo, que só vão ter com a leitura”. Ela também destacou o fato de o programa abranger os alunos da zona urbana e zona rural. “Como é o nosso caso das escolas nucleadas. É uma grandiosidade chegar até lá esse Território de leitura. Material riquíssimo e de grande valia para o nosso alunado como um todo”.