Os olhos atentos não negam: os adolescentes do Programa Acolhendo e Cuidando, promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, esquecem do mundo lá fora durante as sextas-feiras e se concentram apenas nas histórias lidas pela professora de Educação em Saúde da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Edilene Eunice Cavalcante Maioli, durante a oficina de Literatura e Cinema.

“Esse é um trabalho que já é feito há algum tempo com jovens em situação de rua. Trabalhamos com biblioterapia, que é uma forma de cuidar através da leitura. Usamos a leitura como ferramenta didática, no sentido da ampliação da esfera de existência desse sujeito”, explicou Edilene.

Edilene Cavalcante

A professora também conta que a leitura escolhida é uma demanda do grupo. “Trago um livro que aborde o tema escolhido e depois debato com eles numa roda de conversa”, contou.

O programa acolhe exclusivamente pessoas com idade entre 10 e 18 anos que estejam em situação de rua, por meio do Sistema Único de Assistência Social (Suas).O objetivo é possibilitar o retorno do adolescente para a família. Isso acontece por meio do fortalecimento dos vínculos através de um espaço de convivência acolhedor.

A fim de preservá-los, todos os personagens citados a seguir são identificados por nomes fictícios.

O adolescenteLucas Rocharevelou que a oficina foi muito agradável. “Já aprendi muita coisa boa aqui, como a união que é preciso ter na família e sobre a amizade. Um livro que a professora leu para a gente na semana passada é muito parecido com a nossa vida, por isso a gente se envolve tanto”, afirmou o jovem.

Juliana Costa contou que o espaço é um bom lugar para conversar sobre a vida e falar o que sente. “Com essa aula, eu já aprendi a ter mais felicidade com a minha vida, porque antes eu não conseguia. Aprendi também que um dia eu posso vencer na vida, basta querer”, disse.