Começou na manhã desta terça-feira, 25, a formação “Multiconexões de uma Educação Plural: ampliando as práticas educativas para uma educação além dos muros da escola”. A atividade, voltada para os facilitadores do Projeto Escola Mais e os monitores do Programa Mais Educação, segue até a quinta-feira, 27, com uma programação diversificada, incluindo atividades culturais, palestras e oficinas temáticas relacionadas à educação.

O secretário Municipal de Educação, Ricardo Marques, aproveitou o momento para parabenizar os profissionais da educação pelo comprometimento e ressaltar o papel de todos os agentes na construção de uma educação pública de qualidade. “Tem sido um momento muito bom para a Secretaria Municipal de Educação esse em que nós podemos juntar pessoas interessadas no desenvolvimento de nossa educação. Nós temos uma rede imensa e muitos desafios, mas temos potencial para juntar todas as peças necessárias para obter um grande avanço. Nós somos todos peças necessárias à construção desse avanço que desejamos para nosso município”, afirmou.

O prefeito em exercício, Joás Meira, relembrou os avanços alcançados pela educação municipal nos últimos anos. “Em 1996 nós tínhamos dez mil crianças fora da escola. Hoje, temos mais de 42 mil estudantes na rede, inclusive com educação integral, e não falta vaga pra ninguém. Nós estamos construindo a história e, daqui alguns anos, vamos ver os frutos desse trabalho que está sendo feito agora. O Escola Mais e Mais Educação formam uma soma de potencialidades. Com essa interação, só tendemos a melhorar”, comentou.

O presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Vasconcelos, também parabenizou os monitores e facilitadores por se empenharem na tarefa de educar crianças e adolescentes. “O Escola Mais e Mais Educação são programas essenciais para nosso município. Seja na área da música, da capoeira, ou de qualquer outra área, os profissionais desses programas estão trabalhando com amor, na zona urbana e na zona rural”, considerou.

As atividades do encontro acontecem no auditório da Faculdade Santo Agostinho, envolvendo os profissionais dos dois programas, uma vez que eles possuem demandas e objetivos comuns, como a realização de ações socioeducativas para crianças, adolescentes e jovens, contemplando a ampliação do tempo e do espaço educativo da rede municipal de educação.

O monitor do Projeto Escola Mais, Wanderson Cardoso, falou sua satisfação em trabalhar no projeto. Ele conta que o Projeto deu um novo significado à sua vida. “Nós levamos arte, com criatividade, para as escolas. O que me agrada é o sorriso das crianças; é ver os pais nos parando para elogiar; é perceber o apoio que nós recebemos dos outros professores e a parceria que nós estabelecemos”, comentou.

O facilitador do Programa Mais Educação, Benjamim Xavier, falou da importância do programa para os alunos da rede pública. “O Programa é algo contagiante que mexe com nossas emoções. Trata-se de um dos programas mais importantes na rede pública de ensino. O Mais Educação tem conseguido seu objetivo de tirar as crianças da situação de risco social”, avaliou.