No difícil momento de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, os profissionais de saúde que estão atuando na linha de frente têm sentido os impactos que essa missão pode causar na saúde mental.

Por isso, estão sendo disponibilizadas linhas de telefone para teleatendimento psicológico para trabalhadores de saúde vinculados à Secretaria Municipal de Saúde que estão atuando no atendimento direto ou indireto à população. Neste momento, esses profissionais vivenciam uma vulnerabilidade aumentada para o estresse, em razão das próprias características de suas profissões e ambiente de trabalho, necessitando assim, de suporte psicológico.

Serão disponibilizados números de telefones exclusivos para atendimentos, que serão realizados de segunda a quinta (exceto feriados), das 08h às 18h. Seis psicólogos do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB) estarão à disposição para atendimento, três no turno da manhã e três no turno da tarde.

De acordo com Rosana Maria Silva, enfermeira e referência técnica para os profissionais do NASF-AB, a necessidade dessa ação surgiu diante da “situação da crise específica, em que o nível de estresse dos profissionais é muito alto, assim como um misto de sentimentos de ansiedade, angústia, medo de adoecer familiares e até mesmo medo da morte, entre outros. Assim, as unidades de saúde nos sinalizaram da necessidade de apoio às questões emocionais”, explica.

Para esta ação, o Nasf-AB tem contado com o apoio da Coordenação de Saúde Mental do município para organizar a oferta do acolhimento psicológico. Será oferecido um espaço de escuta qualificada pelos psicólogos, com intuito de ajudar e apoiar os trabalhadores para lidar com todas essas questões emocionais vivenciadas neste momento de crise. “Cada ligação terá duração máxima de 50 minutos, não se caracteriza como atendimento de psicoterapia e o modelo é de aconselhamento. Todo o sigilo está garantido, reafirmando inclusive o código de ética da Psicologia”, complementa Thayse Fernandes, coordenadora de Saúde Mental.

Ainda de acordo com a coordenadora, os casos identificados com necessidade de cuidado intensificado e continuado, poderão ser encaminhados para outros serviços da rede, buscando-se assim identificar apoio psicossocial especializado ou de outras naturezas.

Contatos para o teleatendimento psicológico:

  • (77) 988564418
  • (77) 988564025
  • (77) 988563790