A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou no mês de abril uma capacitação para os 48 conselheiros municipais de saúde. Com carga horária de 72 horas, o curso foi dividido em duas etapas, uma, com 52 horas, de teoria, que está acontecendo na sede do Conselho Municipal de Saúde, e a outra, com 20 h, de visita aos serviços de saúde da rede SUS-Conquista.

O curso tem por objetivos qualificar a participação popular e o controle social na gestão municipal do Sistema Único de Saúde (SUS), capacitar os membros do Conselho para as principais temáticas do Sistema Único de Saúde, com ênfase no Controle Social, e fortalecer a atuação do conselheiro para o efetivo exercício do Controle Social, levando-o a compreender as atribuições de um conselheiro na conjuntura político-social do município.

Durante o evento, a facilitadora do curso, a enfermeira Jussiara Barros, explicou aos conselheiros as mudanças que ocorreram no SUS de Vitória da Conquista. “As mudanças ocorridas ao longo dos últimos anos, assim como o fortalecimento do controle social no SUS, resultam de esforços e vontade política, empreendidos na criação e implantação de mecanismos de participação popular”, disse.

Suzinete Santos Bonfim

A assessora do Controle Social, Suzinete Santos Bonfim, explica que a educação permanente no controle social possibilita o acesso às informações e o aprimoramento de conhecimentos sobre o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), proporcionando maiores condições para que os membros do Conselho Municipal de Saúde deliberem sobre a política de saúde do município.

Creusa Gomes

A conselheira municipal de saúde, que representa os usuários, Creusa Gomes Ribeiro, moradora do distrito de São Sebastião, considera esse momento muito importante. “Acho muito importante o curso para a gente aprender mais sobre o SUS. Antes do Sistema Único de Saúde a gente precisava pagar, hoje não, todo mundo tem direito de ser atendido”, explica Creusa.

O mesmo curso também será realizado para os novos conselheiros locais de saúde, que compõem os 36 conselhos existentes no município.