Operação chega a envolver até 15 servidores ao mesmo tempo

Desde a última sexta-feira, 24, toda a área externa do Hospital Esaú Matos está sendo submetida a um mutirão de limpeza que, a depender do dia, chega a mobilizar até 15 servidores ao mesmo tempo. O serviço envolve a retirada de lixo e entulho, a capina do mato alto nos jardins, a retirada desse material e a pintura dos meios-fios. O trabalho deve ser concluído nesta semana.

Até agora, o material recolhido foi suficiente para encher dois caminhões-caçamba – o que equivale a cerca de dez toneladas de entulho, lixo, mato cortado, etc. Assim que for concluída essa etapa, executada pela Secretaria de Serviços Públicos, entrará em cena a equipe de paisagismo da Secretaria de Meio Ambiente.

“Posto de Saúde, escola, tudo isso tem que estar sempre limpo para que a comunidade se sinta bem”, observa o coordenador municipal de Limpeza Pública, Joaquim Ernesto Santos.

É o segundo mutirão de limpeza a ser realizado no Hospital Esaú Matos este ano. Para o diretor-geral da Fundação de Saúde de Vitória da Conquista, Felipe Bittencourt, trata-se de uma questão de segurança e saúde, por evitar o acúmulo de entulho e mato e, dessa forma, prevenir contra o aparecimento de eventuais pragas.

“É interessante para a segurança e também para a questão ambiental. A gente acha que você vai conseguir de forma mais estruturada ter um ambiente adequado para o trabalho. E, depois, tem a parte de paisagismo. Porque, quer queira, quer não, quando você tem um ambiente bonito e cuidado para você trabalhar, acho que todo mundo zela por isso da melhor forma possível”, disse Bittencourt.