Em visita à localidade de Baixa do Muquém, na manhã desta quarta-feira (23), a Coordenação Municipal de Defesa Civil (COMPDEC) e o coordenador do Posto Avançado de Atendimento ao Cidadão (PAAC), de José Gonçalves, se reuniram com moradores para discutir o atendimento de demandas e a atuação da Prefeitura em situações de emergência.

Situado na fronteira entre os municípios de Vitória da Conquista e Anagé, no distrito de José Gonçalves, o povoado é um dos mais distantes da sede distrital. Essa dificuldade de acesso motivou a reunião entre moradores e representantes dos órgãos municipais para discutir o planejamento de atendimento à comunidade em situações de urgência e emergência, como ocorreu no final de 2021, durante o período de chuvas.

Entre os pontos discutidos estão a distribuição de água na região pela Operação Carro-Pipa e a iminência das chuvas que podem comprometer o acesso da comunidade a maioria dos serviços. Para isso, foi pensada a implantação de um Núcleo Voluntário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC), que, segundo a coordenadora municipal, Rosângela Freitas, “tem o objetivo de atuar de maneira antecipada aos problemas, como um centro de suporte às ações da Defesa Civil, composto pelos próprios moradores”, explica Rosângela.

A coordenadora do COMPDEC, Rosângela Freitas

Patrick Almeida é responsável por ceder o espaço para reunir os vizinhos. Ele declara que a ação voluntária dos moradores, associado ao trabalho do poder público, é essencial para a resolução dos problemas. “Sempre procuramos ajudar uns aos outros aqui e, com a criação deste núcleo, poderemos nos comunicar melhor e mais rápido com órgãos. Com planejamento, a solução dos problemas fica sempre mais fácil”, afirma Patrick.

O engenheiro da Defesa Civil, Gabriel Queiroz (à direita), o morador da Baixa do Muquém, Patrick Almeida (ao centro) e o coordenador do PAAC – José Gonçalves, Ramon Soares

Também morador, Carlos Oliveira é um dos que, de forma voluntária, são responsáveis pelo armazenamento e fornecimento de água trazida pelos pipeiros do Exército brasileiro. Ele relembra que a situação só não é mais grave devido ao auxílio da Prefeitura. “Temos essa grande dificuldade para receber a água nos carros-pipa e também, quando chove, com as estradas intransitáveis. Esse apoio antecipado da Defesa Civil é muito importante”, declara Carlos.

Ramon Soares, coordenador do PAAC de José Gonçalves, destaca que a Prefeitura está atenta às demandas de cada localidade ao longo dos seus 11 distritos. “O Governo Municipal tem como prioridade melhorar a vida das pessoas de todo o município. Para isso é necessário estar próximo às comunidades, para que a população saiba que estamos aqui para servir”, ressaltou Ramon.