Na manhã desta quinta-feira (11), a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) promoveu uma reunião com moradores do distrito de José Gonçalves. O encontro aconteceu na sede da Subprefeitura e teve como objetivo discutir o saneamento básico na localidade.

“A Embasa é uma grande parceira nossa, da Subprefeitura e da região de José Gonçalves”, afirma a coordenadora da Subprefeitura local, Josineide Ferreira Oliveira. Além de ceder o espaço para a atividade, ela também colocou o órgão à disposição para intermediar demandas dos moradores junto à Empresa.

No encontro, foi discutida a importância do saneamento básico para a qualidade de vida da comunidade. Isso porque ele engloba cinco áreas essenciais: abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza de resíduos, drenagem pluvial e combate e controle de vetores de doenças. Nesse sentido, também foi colocada a necessidade de a população ser uma parceira dos órgãos públicos para a oferta satisfatória dos serviços.

De acordo com o gerente da Divisão Operacional de Esgoto da Embasa de Vitória da Conquista, Walter Barros, o objetivo também é dialogar com a comunidade sobre a obra que está sendo executada no sistema de esgotamento sanitário do distrito. “A gente veio sensibilizar a população a respeito desse novo sistema que vai passar a funcionar aqui no próximo mês. Vamos fazer algumas melhorias nas três estações elevatórias, e uma melhoria e adequação na ETE [Estação de Tratamento de Esgoto]”, explicou.

Ao longo da reunião, os moradores apresentaram demandas e dificuldades que eles têm encontrado nesses serviços. O coordenador municipal de Assuntos Auxiliares, Augusto Cardoso Filho, mostrou que o Governo Municipal está comprometido em atuar junto à Embasa para solucionar cada situação.

“Para que todas as pessoas se sintam assistidas em relação a esgotamento sanitário na zona rural, e em relação a abastecimento de água, porque a demanda é grande, e é uma necessidade extrema de toda a população carente da zona rural. Temos uma parceria muito boa com a Embasa, e a Embasa tem atendido às demandas que são levadas para ela, dentro das possibilidades”, afirmou.