Técnicos do Governo Municipal, João Rubens e Sálvio Gusmão, orientam produtores

Nessa quinta-feira, 14, técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura estiveram no povoado de Campo Formoso, verificando a situação das plantações de mandioca da região. Os engenheiros agrônomos João Rubens Oliveira, coordenador interino de Agricultura Familiar, e Sálvio Gusmão visitaram propriedades e deram orientações aos produtores sobre estratégias e cuidados com a plantação.

De acordo com João Rubens, a partir da constatação de uma praga na lavoura, a secretaria está trabalhando para ajudar os pequenos agricultores a eliminarem o problema. “Nós constatamos lá um tipo de larva, chamada de broca, que está prejudicando a qualidade da maniva”, comentou.

Os técnicos visitaram propriedade em diversas regiões do Município para ajudar os moradores de Campo Formoso a encontrarem sementes próprias para o plantio. “Precisamos analisar a qualidade do material que os produtores querem adquirir. Além disso, vamos garantir a eles o apoio técnico e a orientação para a implantação da lavoura”, declarou o engenheiro agrônomo, Sálvio Gusmão.

Ildeon Ferreira

A visita técnica para atender as necessidades dos produtores foi deliberada em reunião realizada há cerca de dez dias, quando representantes da comunidade procuraram o Governo Municipal para informar sobre o problema que vem comprometendo a qualidade mandioca, um produto típico da região.

O agricultor Ildeon Ferreira Pinto mora e trabalha em Campo Formoso há 37 anos. “Eu já cheguei a arrancar mandioca pra 106 sacos de farinha, em um prato de terra. Agora, com esse problema, em quatro pratos, eu só arranquei 54 sacos. Mas, vou seguir as orientações que o pessoal da Prefeitura deu para ver a diferença”, conta Ildeon.

Neuza Silva

Situação semelhante está sendo vivenciada por dona Neuza Silva de Carvalho. “Eu acredito que agora, a gente fazendo o que eles orientaram, a produção vai melhorar, porque eu vejo que dá certo pra o pessoal que segue as orientações deles”, afirmou a produtora que cultiva mandioca há oito anos.