A Prefeitura de Vitória da Conquista reinaugurou, nesta sexta-feira (15), a Escola Municipal Gildásio Cairo dos Santos, localizada no povoado de Pedra Branca, a cerca de dez quilômetros da área urbana de Vitória da Conquista. Com 88 alunos matriculados, divididos em cinco turmas que vão da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, a unidade é uma das 17 escolas nucleadas, mantidas pela Secretaria Municipal de Educação (Smed).

Quem passou pelo portão de entrada pôde perceber as mudanças operadas na unidade de ensino ao longo do processo de reforma e ampliação, iniciado em 2022 e realizado em etapas, a um custo total de R$ 165.994,52 para os cofres municipais.

O novo pátio, equipado com um parquinho infantil e pinturas lúdicas no piso, é uma das partes mais visíveis do novo aspecto da escola. A partir da área externa, já é possível verificar o novo muro. Mas, por dentro, há muito mais a ser visto – e, principalmente, para ser desfrutado pelos alunos, professores e demais servidores da escola.

A escola ganhou uma nova cozinha, sanitários, o já mencionado pátio e a instalação de uma cobertura metálica, que possibilita o acesso aos ambientes internos e protege da chuva e do sol. Um novo forro foi colocado em toda a unidade, que recebeu também revisões nas instalações elétricas e hidráulicas, além da reforma do telhado e da substituição de portas e fechaduras. O Núcleo de Manutenção da Smed construiu ainda uma nova central de gás GLP, fez a readequação de espaços, reparos em alvenaria, pintura geral e lúdica – e ainda o muro com o portão.

“Dignidade e qualidade de vida”

Ao comentar sobre a reforma, a prefeita Sheila Lemos ressaltou que o padrão implantado ali é o mesmo já visível nas outras 72 unidades de ensino que a Prefeitura reformou e ampliou, desde o início de 2021 – sendo que 14 delas foram reinauguradas somente em 2023. “O mesmo tratamento que as escolas da zona urbana estão recebendo, as da zona rural também estão”, garantiu a prefeita. “É o mesmo cuidado, porque não pode haver diferença. Queremos que os homens e as mulheres do campo continuem no campo, vivendo com dignidade e qualidade de vida”, disse ainda a gestora.

“Tenho o entendimento de que só a educação transforma a sociedade. As crianças não são o futuro da sociedade: elas são o presente”, ressaltou Sheila, referindo-se a alunos como os da Educação Infantil, que participaram de uma apresentação cultural, antes da cerimônia de reinauguração, e também os dos anos mais avançados do Ensino Fundamental – a exemplo da estudante Patrícia dos Santos, do 5º ano, que declamou o poema “O Bom Aluno”, de Karla Valéria Alves.

O secretário municipal de Educação, Edgard Larry, seguiu a mesma lógica de raciocínio ao justificar os investimentos na recuperação da infraestrutura da Rede Municipal de Ensino. “É por essas crianças que nós trabalhamos, e haveremos de trabalhar diuturnamente”, afirmou. “Temos trabalhado e não iremos parar enquanto não tivermos uma educação de qualidade, como merece”, informou Larry.

O secretário informou que outra escola, na localidade de Lagoa do Arroz, está passando por um processo de reestruturação semelhante. “Estaremos reinaugurando essa escola, no máximo, até o início do ano que vem”, assegurou o secretário.

Conquista da comunidade

Moradora de Pedra Branca e mãe dos alunos Sofia, de 5 anos, e Luiz Gustavo, de 8, Danielle de Oliveira gostou especialmente da sensação de segurança que a reforma proporcionou ao ambiente da Escola Municipal Gildásio Cairo dos Santos. Mas ela também apreciou outras mudanças, de ordem mais lúdica. “Nossas crianças não tinham segurança. Hoje, a escola está toda murada. Não tinha um lugar para brincarem, e hoje já têm um parque infantil. Tem a cobertura, que antes não tinha”, disse Danielle.

“Estou muito feliz com essa reforma, que é um marco muito grande para a nossa comunidade. E uma conquista, porque nós lutamos muito e hoje estamos muito satisfeitos e felizes”, concluiu a moradora.

Na avaliação da diretora do grupo de escolas nucleadas, Gilvana Custódio, as impressões dos pais e mães de alunos têm sido parecidas com a de Danielle. “O pessoal tem comentado, tem falado da satisfação de ver a escola completamente estruturada para receber as crianças, porque quem conheceu a escola antes e hoje, vê que existe uma grande diferença”, relatou Gilvana. O impacto, segundo ela, também está sendo sentido nas salas de aula e nos setores administrativos da escola: “A reforma de uma escola como esta vem impactar positivamente no desenvolvimento das crianças, no aprendizado e também no trabalho pedagógico dos professores e do pessoal de apoio”.

“Escolas de primeiro mundo”

A cerimônia contou ainda com a participação dos vereadores Bibia, que lidera a bancada da situação na Câmara Municipal, e Nildo Freitas. Ambos também relataram o padrão de qualidade que vem sendo implantado na Rede Municipal de Ensino. “Gostaria que vocês tivessem a oportunidade de ver todas as escolas que já foram reformadas em Vitória da Conquista. É escola de primeiro mundo, como eu nunca tinha visto na zona rural”, afirmou Bibia.

Nildo concordou: “A prefeita Sheila Lemos está de parabéns pela determinação, pela sensibilidade e pelo vigor com que está trabalhando em todas as áreas, principalmente na educação”.

Patrono da escola foi homenageado

Convidado a participar da solenidade, o professor Ubirajara Cairo fez uma breve homenagem ao pai, o ex-prefeito Gildásio Cairo dos Santos (1916-1997), em cuja gestão (1982-1983) foi construída a escola da Pedra Branca, que, desde então, leva seu nome. Ubirajara lembrou que, neste mês de setembro, Gildásio teria completado 107 anos. “De onde ele estiver, com certeza ele está satisfeito, apesar de que ele era de extrema simplicidade e desprovido de vaidade”, registrou Ubirajara, que esteve acompanhado pelo filho, Gildásio Cairo dos Santos Neto.

“Nós crescemos escutando ele dizer que a maior herança que um pai pode deixar para um filho é o exemplo e o saber. E ele conseguiu fazer isso. Aqui está o nome dele em uma escola”, finalizou o filho do patrono da escola.

Ubirajara Cairo, filho de Gildásio Cairo dos Santos