Com a retomada da zona azul no centro de Vitória da Conquista, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), está realizando um reordenamento das vagas de estacionamento dos veículos que fazem transporte de passageiros para a zona rural. Para encontrar uma solução que atenda a organização da cidade, o interesse dos usuários e dos permissionários do serviço, e do comércio, a prefeita Sheila Lemos esteve reunida, na manhã deste sábado (18), com representantes do Transporte Rural e equipe da Semob.

A prefeita Sheila Lemos fez questão de pontuar a importância deste transporte para comunidade rural e que entende a necessidade de sua permanência no centro da cidade. “Eu conheço a realidade do transporte rural desde criança. Sei que ele é essencial para o funcionamento e manutenção do comércio. Por isso sempre lutei para que o transporte rural não saísse do centro da cidade. Precisamos arrumar uma solução que seja boa para todos”.

Atualmente, a frota deste transporte conta com 145 veículos, sendo 115 ônibus e 30 vans, que estão regulamentadas junto à Prefeitura. “Nós estamos buscando uma solução para a questão das vagas do transporte rural e o tempo de permanência nas vagas. Para isso estamos, junto com o Sindicato, fazendo readequação dos pontos de embarque e desembarque da zona rural” explicou a secretária da Semob, Tônia Viana Rocha.

Reunião aconteceu na Semob

Durante a reunião com o presidente do Sindicato de Transporte Rural, Sebastião Santos Filho, e o permissionário Manoel José dos Santos, a Semob propôs o estabelecimento de um tempo para embarque e desembarque dos ônibus e vans, sem que estes permaneçam estacionados até o próximo embarque de passageiros. Para esta proposta, o sindicato se comprometeu em apresentar um relatório com itinerário e horário de embarque e desembarque de cada veículo.

Para Sebastião, a solução apresentada pela Prefeitura atende a demanda da categoria. “Nossa maior preocupação é com o nosso usuário, porque qualquer mudança atrapalha muito a vida deles. Nós iremos apresentar a lista com os horários e explicar aos 84 permissionários que eles não poderão ficar estacionados nesses locais. Para nós a reunião foi muito positiva”, informou Sebastião.