Cerca de 300 mulheres em situação de risco social participaram de uma ação do Outubro Rosa na manhã deste domingo (23). Realizada pelo Hospital Samur em parceria com a Prefeitura Municipal, Patrulha Solidária e o Sesc, com o apoio das Faculdades Fainor, Fasa e UniFTC, a iniciativa ofereceu orientações médicas, jurídicas e administrativas, além de serviços de saúde, beleza e marcação de mamografias e ultrassonografias das mamas.

Presente no evento, a prefeita Sheila Lemos destacou a importância da ação e ressaltou a necessidade de oferecer atenção especial às mulheres. “São elas que muitas vezes cuidam tanto da família e dos outros que esquecem de cuidar de si próprias, então aproveitamos esse mês de outubro para lembrar que elas também devem cuidar de si”, disse.

A coordenadora da área técnica de Saúde da Mulher, Gislaine Fontes, lembrou que os serviços direcionados às mulheres nas unidades de saúde foram intensificados ao longo do mês, com mobilizações específicas visando a prevenção, o diagnóstico precoce e o rastreamento do câncer de mama.

A coordenadora da Patrulha Solidária, tenente Alice Santana, explicou que as mulheres beneficiadas são atendidas desde o início da pandemia e muitas delas encontram algumas dificuldades para conseguir fazer esses exames, “então a intenção é facilitar e aproximar mais esses serviços dessas mulheres”, completou.

Para a gerente do Serviço de Oncologia do Hospital Samur, Aline dos Anjos, o grande desafio é orientar quanto a detecção precoce do câncer de mama. “A mulher precisa se conhecer e está atenta aos sinais no seu corpo e percebendo alguma alteração buscar o mais rápido possível o serviço de saúde”.

A dona de casa Nicélia de Jesus, que mora no bairro Kadija, parabenizou a iniciativa. “É muito boa uma oportunidade dessas, pois a gente recebeu muitas orientações diferentes no mesmo lugar e já vou sair daqui com a mamografia marcada”. E Áurea Oliveira, que também é dona de casa, completou: “hoje ficou bem mais fácil e mais prático para a gente se cuidar”.