Na tarde desta terça-feira (28), o prefeito Herzem Gusmão se reuniu com membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção de Vitória da Conquista. O encontro aconteceu no Gabinete Civil da Prefeitura da Zona Oeste (PZO) e também contou com a presença de representantes do Governo Municipal.

Na ocasião, o grupo fez alguns pleitos frente à Administração Pública, todos bem recebidos e já em análise. Um deles é a parceria do Poder Executivo durante audiência pública, prevista para o dia 13 de junho, que irá pedir ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ – BA) a instalação de novas Varas Judiciárias no município. A causa recebeu imediato apoio do prefeito Herzem Gusmão.

Membros da OAB são recebidos no Gabinete Civil da Prefeitura da Zona Oeste (PZO)

O presidente da OAB, Ronaldo Soares, detalha: “A 2ª Vara de Fazenda Pública, a 2ª Vara da Família e a Vara de Execuções Penais já foram criadas pela Lei de Organização Judiciária do Estado, mas nunca foram instaladas.” E completa: “A necessidade da instalação é algo inegável. Nós temos quase 400 mil habitantes, com apenas uma Vara da Família, uma Vara de Fazenda Pública com 70 mil processos. É algo que a população a sociedade conquistense não pode conceber.”

O procurador-geral do Município, Murilo Mármore, lembra que Vitória da Conquista tem grande potencial para crescer em todas as áreas, inclusive na Justiça. “Sem justiça, não há democracia. Sem democracia, não há a manifestação do cidadão, a manifestação livre, em termos de ser amparado por essa justiça”, diz. “Então é fundamental que, nessa audiência pública, que está prevista para o dia 13 de junho, a sociedade esteja absolutamente convencida de que isso é uma necessidade, é um imperativo para que se distribua justiça”, conclui.