A reunião foi promovida na manhã desta quarta, 24

Com o intuito de discutir os encaminhamentos do Plano Básico Ambiental (PBA) referente ao novo aeroporto de Vitória da Conquista, a fim de otimizar as ações previstas, uma nova reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira, 24. Na ocasião, estiveram presentes representantes da Prefeitura de Vitória da Conquista (Secretaria Municipal de Infraestrutura, da Procuradoria Ambiental e do Gabinete Civil) e do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba).

O Plano Básico Ambiental apresenta importantes instrumentos de gestão, uso e ocupação do solo e qualificação paisagística que possibilitarão garantias ambientais necessárias no processo de implantação do novo aeroporto. Durante a reunião, foram discutidos eixos referentes ao plano urbanístico, legislação específica, comunicação social e programa de educação ambiental.

Débora Rocha

“Hoje, a reunião foi para otimizar ações que precisam ser feitas com a comunidade local, que envolvem, por exemplo, as associações, escolas e agentes de saúde situados no entorno do empreendimento. Queremos articular toda essa comunidade para o entendimento do que é o aeroporto e o que ele trará de desenvolvimento para o município”, explicou a secretária municipal de Infraestrutura, Débora Rocha.

Regina Meireles

O ritmo na execução da obra é considerado positivo. “Está muito bem adiantado o andamento da obra, avançado com relação ao cronograma previsto”, revelou a representante do Derba, Regina Meireles. Além disso, ela destacou a importância de manter o diálogo constante entre ambos os entes na execução do trabalho. Em relação ao Plano Básico Ambiental, Regina avaliou: “A Prefeitura Municipal está assumindo a sua responsabilidade em relação ao Plano com muita competência e colaboração”.

No mês de abril, gestores e técnicos municipais participaram de um Ciclo de Oficinas sobre o processo de implementação do Plano Básico Ambiental. Outras oficinas devem ser programadas para outubro, com os objetivos de aprofundar o conhecimento dos agentes administrativos sobre o projeto e viabilizar uma ação compartilhada entre estado e município.