Com o encerramento da campanha Maio Amarelo, cuja última atividade deste ano foi o Pedral Amarelo, que reuniu mais de 300 ciclistas no último domingo (26), fechou-se o ciclo de atividades educativas relacionadas ao tema “Paz no Trânsito começa por Você”. No entanto, a Prefeitura de Vitória da Conquista continua a chamar a atenção para a necessidade de que as ações em defesa da segurança no trânsito continuem a ser realizadas e obtenham resultados práticos.

“A atuação do órgão de trânsito em nosso município se fundamenta em três pilares: a educação, a engenharia, que hoje é executada em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana, e, por último, o esforço legal, que abrange fiscalização e legislação”, explica a coordenadora municipal de Trânsito, Jamilly Alves.

Nos últimos dois anos, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) implantou pelo menos oito novos binários em diferentes locais da Zona Urbana, a fim de diminuir os conflitos existentes no tráfego dessas regiões e facilitar a circulação de veículos e pedestres.

A Prefeitura modificou o sentido do trânsito, por exemplo, em ruas e avenidas dos bairros Recreio (ruas Mário Batista e Augusto Seixas), Brasil (ruas São Roque e Padre Palmeira, além das avenidas Ilhéus e Itabuna), Iracema (ruas União Operária e Guilherme Aguiar), Candeias (ruas Alice Ferraz e Manoel Pedro da Silva) e Guarani (ruas Nilton Gonçalves e Paulino Santos).

Houve, ainda, a instalação do trânsito em mão única na Avenida Amazonas, na Zona Oeste, que passou a permitir somente a circulação no sentido Leste, em direção ao Centro (a fim de complementar o trânsito no sentido oposto, que já havia sido implantado na Avenida Pará), e nas ruas Dom João VI e Lomanto Júnior, e ainda na Avenida Jequié, localizadas no bairro Ibirapuera.

Educação e engenharia de trânsito

Além das ações educativas inseridas na programação da campanha Maio Amarelo, outras iniciativas, também com esse objetivo, fazem parte do cotidiano da Semob. A equipe do órgão costuma participar de atividades em escolas, levando informações a crianças, adolescentes e adultos, sobre sinalização, travessia segura, prevenção de comportamentos de risco e promoção de empatia e cidadania.

Nas empresas, a Semob realiza trabalhos de conscientização com os funcionários, a respeito do uso de equipamentos de segurança e comportamento seguro nas vias públicas. “Essas orientações visam a reduzir o risco de acidentes envolvendo trabalhadores”, informa Jamilly.

Na parte de engenharia, as equipes da Semob atuam diariamente na demarcação e na revitalização dos pontos de sinalização viária e semafórica. Simultaneamente, os servidores analisam a viabilidade de solicitações feitas pela população, sobre intervenções na sinalização da cidade. “Isso é feito à luz dos manuais brasileiros de sinalização”, registra a coordenadora municipal de Trânsito, que qualifica a sinalização viária como “um elemento fundamental para a organização e a segurança no trânsito, orientando, regulando e informando os usuários das vias e contribuindo para a fluidez do tráfego e a prevenção de acidentes”.

Atuação da Semob

Nos últimos 12 meses, a Semob instalou 756 placas de sinalização e 486 barrotes de fixação de placas. Na parte de sinalização horizontal, foram aplicados 4.632 metros quadrados de tinta específica para essa finalidade. No mesmo sentido, as equipes instalaram ou revitalizaram 175 faixas de pedestres e lombadas elevadas nas ruas da cidade. No sistema semafórico, foram efetuados 80 serviços de reparo ou atualização, ao mesmo tempo em que foram aplicados 164 tachões de sinalização viária, em meio a um total de 330 serviços em geral.

No mesmo período, em termos de cumprimento da legislação, o Simtrans realizou 892 liberações e execuções de ordens de serviço, registrou 476 boletins de ocorrência de trânsito nas vias. A equipe operacional em campo efetuou 15.947 autos de infração.

Quanto à fiscalização eletrônica, foram analisadas 2.908 ocorrências de trânsito on-line. Enquanto isso, 10.654 notificações foram confeccionadas – das quais foram 4.975 provenientes das áreas sob a responsabilidade da Zona Azul e 5.679 a partir de imagens captadas pelas câmeras de monitoramento.

Números

De acordo com dados do Simtrans, foram registrados em Vitória da Conquista, entre março de 2023 e fevereiro de 2024, aproximadamente 5,2 mil acidentes de trânsito, incluindo os sinistros com e sem vítimas. Desse total de acidentes, 2.040 envolveram motocicletas. Ao longo de 2023, mais de 2,3 mil pessoas foram vitimadas por acidentes de trânsito no município.

Já a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) informa que o município conta hoje com uma frota estimada em 180 mil veículos. Diariamente, estima-se que as vias urbanas sejam ocupadas por uma frota flutuante que corresponde a aproximadamente 40% desse total. Nos dias de grandes eventos, essa frota pode aumentar em até 60%.